Ibovespa tem terceiro pregão consecutivo de queda com realização de lucros

O aumento da tensão geopolítica foi fator relevante para o mau humor nas bolsas americanas, que operaram em baixa e acabaram por influenciar os negócios por aqui

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/09/2017 18:07

O Índice Bovespa teve nesta segunda-feira (25/9), seu terceiro pregão consecutivo de queda, ainda atribuída a um movimento de realização de lucros recentes. O desempenho negativo das bolsas de Nova York e a alta do dólar foram os principais incentivos para as ordens de venda. O indicador operou em terreno negativo por praticamente todo o pregão e terminou o dia em queda de 1,26%, aos 74.443,47 pontos. Os negócios somaram R$ 7,9 bilhões


O aumento da tensão geopolítica foi fator relevante para o mau humor nas bolsas americanas, que operaram em baixa e acabaram por influenciar os negócios por aqui. Mais cedo, o chanceler norte-coreano, Ri Yong-ho, disse em Nova York que o comentário do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que o ditador Kim Jong-un "não ficará por aí por muito tempo" foi uma declaração de guerra contra o país. À tarde, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, negou que os EUA tenham declarado guerra contra a Coreia do Norte e atacou a beligerância da retórica de Pyongyang.

Por outro lado, a alta firme dos preços do petróleo deu sustentação às ações da Petrobras, o que impediu uma queda maior do Ibovespa. O petróleo subiu com previsões de aumento de demanda feitos pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e com o aumento da tensão entre Turquia e o Curdistão, com ameaças do primeiro de fechar o gasoduto entre os dois países. Com o petróleo subindo mais de 2% nos mercados futuros internacionais, Petrobras ON e PN subiram 0,74% e 0,96%, respectivamente.

 

Leia mais notícias em Economia


As quedas no dia foram praticamente generalizadas, mas mais concentradas nas ações com melhores ganhos acumulados. Uma nova queda dos preços do minério de ferro derrubou as ações da Vale em 2,38% (ON). As siderúrgicas acompanharam as ações da Vale. CSN ON caiu 3,29% e Gerdau Metalúrgica PN perdeu 5,07% do seu valor. Já Usiminas PNA terminou o dia com queda de 12,45%, liderando com folga as baixas do Ibovespa. No entanto, o papel ainda contabiliza alta de 100% em 2017, evidenciando o movimento de realização de lucros.

Mesmo com as três quedas consecutivas, o Ibovespa ainda acumula alta de 5,09% em setembro e de 23,60% em 2017.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.