Usinas disputadas pela Cemig vão a leilão nesta quarta-feira

Estatal mineira ainda buscou capitalização para tentar ficar com, ao menos, uma das quatro hidrelétricas. Ministro Coelho Filho diz que se empresa tiver uma proposta, que apresente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/09/2017 19:08

Divulgação/Cemig

 
Objeto de disputa entre a União e o governo mineiro, por meio da estatal Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), as usinas hidrelétricas São Simão (GO/MG), Jaguara (MG/SP), Miranda (MG) e Volta Grande (MG/SP) serão leiloadas nesta quarta-feira (27/9), às 10h, na sede da Bolsa de Valores de São Paulo (B3).
 
 
O governo federal espera arrecadar R$ 11 bilhões com bônus de outorga dos quatro ativos. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o valor mínimo para São Simão, com 1.100 megawatts (MW) de potência instalada, é de R$ 6,74 bilhões. Para Jaguara, com 440 MW, o valor mínimo é de R$ 1,91 bilhão; Miranda, com 408 MW, é de R$ 1,11 bilhão; e Volta Grande (380 MW), R$ 1,29 bilhão.
 
Numa última tentativa de ficar, ao menos, com a usina de Miranda, a Cemig anunciou, por meio de fato relevante, na segunda-feira, que faria capitalização de R$ 1 bilhão. Por via judicial, a estatal mineira impetrou um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF), com pedido de liminar para suspender a realização do leilão. O processo está nas mãos do ministro Dias Toffoli, que, em 20 de setembro, concedeu liminar para suspender acórdão do Tribunal de Contas da União (TCU) contrário ao andamento da conciliação entre a União e Cemig.
 
Sem decisão liminar até as 19h desta quarta-feira e com a negociação paralela permitida pelo STF, o governo esperava por uma oferta da Cemig. O que ainda não ocorreu. O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, disse que o governo nunca fechou as portas para Cemig. “Recebemos parlamentares e dirigentes da empresa. Estamos esperando por uma proposta formal desde o ano passado. E ela nunca chegou. O TCU interrompeu a negociação paralela, revogada pelo ministro Dias Toffoli na semana passada. Então, se a Cemig tiver uma proposta para fazer, que faça”, afirmou.
 
A Cemig depende das quatro usinas, que juntas correspondem por 37% de toda a capacidade de geração do grupo, de quase 8 gigawatts (GW). Quando considerada apenas a subsidiária Cemig Geração e Transmissão (Cemig GT), as hidrelétricas representam 50% da capacidade. Por isso, a última tacada da empresa foi buscar capitalização para arrematar ao menos uma das quatro usinas.
 
O movimento da empresa gerou volatilidade nas ações negociadas em bolsa. Depois de abrirem em queda de quase 5%, os papéis da Cemig entraram em recuperação e chegaram a subir 2,31% na máxima do dia. Sem uma decisão favorável à companhia mineira até o fechamento do pregão, no entanto, os ativos fecharam em queda de 2,31%, cotados em R$ 8,05. Procurada, a Cemig não havia respondido até as 19h desta terça-feira. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.