Bancos e operadoras de telefonia são campeões em ações judiciais, diz CNJ

Pesquisa revela que em quatro dos sete tribunais pesquisados, dez empresas concentravam 50% dos processos movidos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Um levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mostrou que os bancos e as empresas de telecomunicações são os setores mais acionados na Justiça, no âmbito de ações envolvendo o direito do consumidor.
 
 
A pesquisa foi encomendada pela Associação Brasileira de Jurimetria (ABJ) e feita nos sete maiores tribunais em 2015. Em São Paulo, 31% das demandas relacionados aos consumidores são de quatro bancos e uma empresa de telecomunicações.
 
Segundo o CNJ, a pesquisa confirma que grande parte dos problemas no Poder Judiciário envolve um número restrito de instituições.  Os 30 maiores processados foram acionados 4,7 milhões de ações. Em quatro dos sete tribunais pesquisados, dez empresas concentravam metades dos processos movidos. 
 
Segundo o CNJ, um banco em especial aparece em todas as sete listas, mas não revelou qual. Seguidas das instituições financeiras e operadoras de telefonia, as concessionárias de serviços básicos, como companhias de água e energia, e empresas de seguro estão entre os mais acionados em pelo menos dois rankings estaduais. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Marcus
Marcus - 20 de Outubro às 14:12
A justiça,não pune bancos como o BMG,que lesa servidores e aposentados.Basta a justiça confirmar nos recursos humanos dos órgão públicos,para ver a quantidade de processos,sem que a (justiça) os condenem. Por isso,continuam a roubar servidores e aposentados.Deveriam investigar isso,alguém esta levando dinheiro.