Dívida pública sobe 0,79% e alcança R$ 3,43 trilhões em setembro

O efeito foi influenciado, exclusivamente, pelo pagamento dos juros da dívida, que somou R$ 25,98 bilhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
O estoque da Dívida Pública Federal brasileira subiu 0,79%, saltando de R$ 3,404 trilhões para R$ 3,430 trilhões em setembro, segundo relatório da Secretaria do Tesouro Nacional. O efeito foi influenciado, exclusivamente, pelo pagamento dos juros da dívida, que somou R$ 25,98 bilhões. 

As pendências que podem ser pagas em reais -- Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) -- cresceram em 0,78%, passando de R$ 3,286 trilhões para R$ 3,311 trilhões. Já a Dívida Pública Federal Externa subiu 1,22%, chegando a R$ 118,88 bilhões.

“O estoque efetivamente cresceu e esse crescimento é esperado. Se tudo que vencer de título o Tesouro emitir exatamente os recursos necessários para pagar, ainda assim existe uma apropriação de juros. Então, o volume da dívida pública vai crescer ao longo do ano”, afirmou Leandro Secunho, coordenador-geral de operações da Dívida Pública.

O Plano Anual de Financiamento (PAF) espera que a dívida pública feche 2017 entre R$ 3,45 trilhões e R$ 3,65 trilhões.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.