Indústria volta a crescer pela primeira vez desde maio de 2014

Alta na produção de manufaturados interrompe uma série de 39 quedas consecutivas no acumulado em 12 meses. Resultado sinaliza o processo de retomada do setor e da economia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/11/2017 11:29

Tulio Vidal/Divulgação
 
A indústria voltou a respirar. No acumulado em 12 meses encerrados em setembro, a produção de manufaturados subiu 0,4%. É a primeira alta desde maio de 2014, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (1º/11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação entre setembro deste ano, com igual período do ano passado, houve um crescimento de 2,6% -- a maior alta para o mês desde 2013.

O desempenho da indústria é um alívio para as aspirações de toda a economia em retomar o crescimento. A retomada do setor sinaliza que há uma estabilização do nível de produção. É um indício de que não somente a demanda do mercado externo está ajudando a puxar a atividade, mas também o mercado interno. Ou seja, há um incipiente, mas crescente aumento do consumo das famílias.

Na margem, o setor também apresentou uma reação. Em setembro, a produção industrial subiu 0,2% em relação a agosto. Na comparação imediatamente anterior, a atividade havia recuado 0,7% frente a julho. Dos 24 segmentos industriais, oito registraram crescimento.

As principais influências no setor em setembro vieram das indústrias de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis e da indústria de produtos alimentícios, que subiram, respectivamente, 6,7% e 4,1%. Nas duas situações, houve uma reversão de quedas registradas em agosto, destaca o IBGE. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.