Chineses investiram US$ 9,5 bilhões no Brasil em agosto e setembro

Nos últimos 14 anos, os setores de extração de petróleo e energia elétrica são os preferidos dos chineses, com 24% e 23%, respectivamente. Em seguida, vêm extração de minerais metálicos (12%), serviços financeiros (8%) e agricultura (8%).

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/11/2017 13:21 / atualizado em 08/11/2017 13:28

Os chineses investiram US$ 9,5 bilhões no Brasil ao longo dos meses de agosto e setembro deste ano, segundo boletim divulgado no início da tarde desta quarta (8/11) pelo Ministério do Planejamento. Foram confirmados quatros projetos no período e mais sete anunciados.



A hidrelétrica de São Simão foi adquirida pela estatal chinesa Pacific Hydro. O direito de exploração da usina gerou US$ 2,25 bilhões em investimentos. O Terminal de Contêineres no Porto de Paranaguá, no Paraná, também firmou acordo com a CMPort para venda de 90% de suas ações, por US$ 925 milhões.

 Os chineses também apostaram na exploração de petróleo. Durante os leilões da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), no final de setembro, a estatal chinesa CNOOC Limited e a empresa Tek Oil and Gas arremataram duas áreas de exploração em US$ 7,72 milhões. Os quatros projetos resultaram num ganho de R$ 3,18 bilhões em investimentos no país.

 

Leia mais notícias de Economia

 

“O Brasil, por conta do Fundo Brasil-China, está estreitando ainda mais a relação com esse país, e eles seguem aumentando os investimentos no Brasil, muitos dos quais possivelmente passarão pelo Fundo. Então, é fundamental que o Brasil saiba como, onde e de que forma que a China está investindo no país”, ressaltou o secretário de Assuntos Internacionais da pasta, Jorge Arbache.

O Planejamento também fez um balanço dos principais setores que receberam investimentos nos últimos 14 anos. Extração de petróleo e energia elétrica são os preferidos dos chineses, com 24% e 23%, respectivamente. Em seguida, vêm extração de minerais metálicos (12%), serviços financeiros (8%) e agricultura (8%).

 

Desde 2003, foram um total de 247 projetos, sendo que 91 foram confirmados e 156 anunciados. De acordo com o Planejamento, foram arrecadados US$ 117,1 bilhões.  

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.