Confiança do empresário da indústria é a maior desde abril de 2013

Foi o terceiro mês consecutivo que o indicador ficou acima da média histórica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) subiu 0,5 pontos e alcançou 56,5 pontos em novembro, o melhor resultado desde abril de 2013. Com isso, o indicador fica 2,5 pontos acima da média histórica, de 54 pontos. Os dados foram divulgados na manhã desta quinta (23/11) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Foi o terceiro mês consecutivo que o indicador ficou acima da média histórica. A pontuação varia de 0 a 100. Quando o índice está acima da metade, a CNI entende que há uma perspectiva de confiança na indústria.

Atualmente, a indústria extrativa é a que mais anima o mercado. Foram 57,5 pontos, 1 ponto acima da média história para o setor. No caso das indústrias de transformação e construção, o indicador mostra que a pontuação ficou em 56,9 e 54,4 pontos, respectivamente.

Segundo Marcelo Azevedo, economista da CNI, o resultado decorre de uma percepção melhor das condições de negócios e da economia. “Há a redução dos juros, da inflação e do desemprego. A economia está em um momento melhor do que há seis meses”, apontou. A confiança no cenário como um todo está em 51,5 pontos, pouco acima da metade. Apesar de ainda estar num patamar baixo, é o maior desde abril de 2011 e está a 7,7 pontos de novembro de 2016. 

Segundo a CNI, o índice de confiança aumenta as chances de aceleração da atividade industrial, porque há uma tendência em aumentar a produção e, consequentemente, investimentos e postos de trabalho. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.