Para Meirelles, resultado do PIB é forte apesar de vir abaixo das previsões

O resultado ficou abaixo das estimativas do mercado, que giraram em torno de 0,3% e 0,4%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/12/2017 11:22 / atualizado em 01/12/2017 12:15

 Nelson Almeida/AFP

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, minimizou o fato de o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre ter ficado abaixo das expectativas do mercado e destacou que, se não fosse a queda de 3% da produção agrícola em relação aos três meses anteriores, o desempenho teria sido melhor do que a alta na margem de 1% do primeiro trimestre deste ano.

O crescimento do PIB entre julho e setembro, de 0,1% contra o trimestre anterior, pode parecer baixo, mas é forte se analisado por setores. Sem a agricultura, que caiu por razões sazonais, o crescimento foi de 1,1%”, disse Meirelles, em sua página do microblog Twitter comentando o resultado das contas nacionais divulgado nesta sexta-feira (01/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
 
 
Para o ministro, o avanço acumulado no ano até setembro é de 0,6%, número “já supera a previsão inicial dos economistas para 2017”. “Isso mostra que o Brasil segue uma trajetória de crescimento”, afirmou.

Meirelles ainda fez questão de destacar a alta de 1,6% nos investimentos no terceiro trimestre. “Foi o primeiro resultado positivo após 15 trimestres seguidos de queda. O avanço mostra otimismo em relação ao futuro”, afirmou. “É importante destacar o desempenho da indústria entre julho e setembro. A produção das fábricas instaladas no país cresceu 0,8%. As empresas de transformação, por exemplo, registraram no período um crescimento de 1,4%”, escreveu.
 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.