Botijão de gás de cozinha sofrerá reajustes de 4,5% até 13% no DF

A FF informou que para o consumidor individual que comprar direto no depósito, o valor sairá dos R$ 70 atuais para R$ 75

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
O preço do botijão de gás de cozinha sofrerá reajustes de 4,5% até 13% no Distrito Federal e Entorno. Bem acima dos indicativos da Petrobras, que autorizou reajuste de 8,9% nas refinarias a partir de segunda-feira (5/12), sinalizando alta de 4% ou R$ 2,53 para o consumidor final. 
 
A maioria dos revendedores prometeu aumentar o valor a partir desta quarta-feira, aguardando parâmetros dos grandes depósitos, aqueles que compram em grande quantidade direto das distribuidoras. As distribuidoras engarrafam nos botijões o gás liquefeito de petróleo (GLP) recebido das refinarias. Cada revendedor tem sua margem de lucro, que justificam pelos custos do repasse do gás até a casa do consumidor.
No Plano Piloto, o preço do botijão de gás de 13 quilos subirá de R$ 90 para R$ 94, segundo a JC Gás, com alta de cerca de 4,5%. No Entorno, o aumento será de até 13%, caso do preço do botijão para entrega na Kelly Gás do Céu Azul, que sai de R$ 62 para R$ 70. Se comprar na loja, a proprietária Anne Kelly diz que o valor cai para R$ 65, ou cerca de 5%.
 
 
Já no Guará, o Bruno Gás espera o novo valor que vai lhe cobrar o depósito da FF Comercial de Vicente Pires. Já a FF informou que para o consumidor individual que comprar direto no depósito, o valor sairá dos R$ 70 atuais para R$ 75 , cerca de 7% a mais, devendo entrar em vigor longo da semana.

O  desconto médio para os revendedores, dado pelo depósito, varia em torno de R$ 2. O consumidor de Planaltina e arredores que comprar o botijão da Distribuidora de Gás Buritis vai pagar R$ 80, quase 7% a mais sobre os R$ 75 anteriores. Enquanto em Taguatinga, a Ksa Gás deve passar de R$ 60 para R$ 68 em dinheiro ou no débito, e R$ 70 no cartão de crédito.
 
Na última pesquisa feita pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) sobre a variação de preços do gás em Brasília, com levantamento em 42 pontos, indicava um preço médio de R$ 68,76, com uma margem média de lucro de 16,86%. O preço vendido pelas distribuidoras no DF variava entre R$ 48,32 e R$ 54,82, segundo a pesquisa que abrangeu o período de 26 de novembro ao último dia 2 deste mês.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.