Aneel define preços iniciais para leilões de contratação de energia

A Agência Nacional de Energia Elétrica prepara o leilão de 11 linhas de transmissão com 4.919 quilômetros em 10 estados que ocorrerá sexta-feira na B3

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/12/2017 12:58

Em reunião de diretoria, nesta terça-feira (12/12), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a retificação dos preços iniciais para o leilão de energia nova A-4, que devem gerar em quatro anos, e revisou os valores para o certame A-6, com previsão de operação em seis anos.
 
Os valores mínimos para cada empreendimento do A-4 foram definidos, conforme produto por quantidade em R$ 281 por megawatt/hora (MWh) na fonte hidrelétrica; e em produtos por disponibilidade, foram fixados em R$ 276/MWh na fonte eólica; R$ 329/MWh na solar fotovoltaica; e R$ 329/MWh nas termelétricas e biomassa.
 
Para os empreendimentos mantidos com outorga e com contrato, os valores são os seguintes: Pequenas Centrais Hidrelétricas e o hidrelétricas com potência instalada entre 1 e 5 megawatt (MW), as CGHs, o preço inicial ficou em R$ 211,81/MWh; eólicas, R$ 173,76/MWh; solar fotovoltaicas, R$ 310,25/MWh; e biomassa, R$ 230,66/MWh.
 
 
Para o leilão A-6, que inclui os empreendimentos com outorga sem contrato e aqueles sem outorga, os preços foram revisados. Por quantidade, em empreendimento hidrelétrico, o valor inicial ficou em R$ 281/MWh. Para produtos por disponibilidade, o mínimo foi estabelecido em R$ 276/MWh para eólicas; R$ 329/MWh para termelétricas a biomassa e carvão; e R$ 319/MWh para as térmicas a gás natural.
 
Em relação aos empreendimentos com outorga e com contrato, os preços foram mantidos em R$ 211,81/MWh para hidrelétricas PCHs e CGHs; em R$ 173,76/MWh, para eólicas; e, em R$ 230,66/MWh para biomassa.
 

Transmissão

Além das contratações de energia nova, a Aneel está preparando o Leilão de Transmissão Nº 2/2017, para a construção, operação e manutenção de 4.919 quiômetros de linhas de transmissão e subestações com capacidade de transformação de 10.416 mega-volt-amperes (MVA) em 10 estados (Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Tocantins). O certame está marcado para a próxima sexta-feira (15/12) às 12h na B3 em São Paulo. O leilão será dividido em 11 lotes, com investimento previsto da ordem de R$ 8,7 bilhões e geração de 17.868 empregos diretos. As instalações de transmissão deverão entrar em operação comercial no prazo de 36 a 60 meses a partir da assinatura dos respectivos contratos de concessão.  

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.