A Oi está pronta para quem quiser comprá-la, diz presidente da companhia

Eurico Teles comemora a aprovação do plano de recuperação judicial, %u201Cquase por unanimidade%u201D, e garante que capitalização de R$ 4 bilhões está "firme"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/12/2017 14:19

	NACHO DOCE

 

Após um ano e meio de negociações e muita polêmica, o plano de recuperação judicial da Oi foi aprovado na madrugada desta quarta-feira (20/12). Agora a companhia está “pronta para quem quiser comprá-la”, afirmou o presidente da Oi, Eurico Teles.



“Nós comovemos os credores, mostramos a importância da companhia. A partir deste plano, a Oi é outra empresa, com outro gás", disse. Teles permanecerá mais um ano à frente da Oi, como presidente, para promover a transição, que prevê a troca da dívida em ações e o aporte de capital de R$ 4 bilhões. “Depois disso, os novos donos da empresa vão decidir quem ficará na presidência e eu retorno para a diretoria jurídica se assim eles desejarem”, destacou.

 

Leia as últimas notícias de Economia

 

A empresa fechou um acordo com a Advocacia-Geral da União (AGU), que representa os créditos públicos. “Vamos pagar os primeiros cinco anos com depósito judicial. De seis a 10 anos, pagaremos 20%. Do 11º ano ao 15º, 30%, e no vigésimo ano, 40%. Isso está mantido”, ressaltou Teles.

Como a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) votou contra o plano, explicou o presidente da Oi, os valores devidos a ela foram para o residual, o que colocou o órgão regulador como um credor normal. “O litígio continua na Justiça”, disse.

Teles assinalou que o plano foi aprovado por “quase unanimidade dos credores”. Só AGU e Anatel votaram contra. "A companhia passou confiança e credibilidade. Suspendemos a assembleia várias vezes para ajustar o plano conforme a necessidade dos credores. Quem for questionar na Justiça não terá legitimidade ante um plano aprovado por quase unanimidade”, sustentou.

Os próximos passos são protocolar o plano na Justiça para que fique público. “Vamos soltar um fato relevante amanhã (quinta-feira, 21), depois vamos levá-lo à Anatel para ter anuência prévia, registrar no Cade e na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e vamos cumprir o plano”, resumiu Teles.

Ao afirmar que a companhia está pronta para qualquer um que queira comprá-la, o dirigente explicou que a Oi tem a segunda maior rede do mundo e uma receita líquida por dia de R$ 130 milhões a R$ 140 milhões. “A China Telecom não tem uma proposta firme, mas o CDB, banco de desenvolvimento da China, tem interesse de aportar dinheiro na companhia”, comentou.

Teles acredita que o plano será homologado rapidamente e logo sejam realizadas a conversão da dívida em capital e a injeção dos R$ 4 bilhões. “A capitalização está firme, inclusive pelo Aurelios (fundo de investimento), que vinha litigando com a gente”, completou.

Confira os percentuais de aprovação do plano da Oi:

  • Classe 1 – 100%
  • Classe 2 – 100%
  • Classe 3 – 99,56%
  • Classe 3 – 72,17%
  • Classe 4 – 99,8%
Tags: anatel oi
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.