oferecimento

Minha mãe recebeu de duas fontes os seguintes valores: como pensionista GDF, rendimentos tributáveis, R$ 28.273,73, e de rendimentos isentos e não tributáveis, R$ 22.615,34; e do INSS, a título de aposentadoria, R$ 4.106,81, de rendimentos tributáveis, e R$ 24.403,11, de rendimentos isentos e não tributáveis. Como devo proceder no lançamento, uma vez que, da forma como fiz, na hora de pedir para verificar pendências, o sistema aponta a seguinte mensagem: %u201CLinha 6: os valores mensais que excederem a R$ 1.787,77 para os meses de janeiro a março e R$ 1.903,98 de abril a dezembro devem ser totalizados e informados como rendimento tributáveis na ficha Rendimentos Tributáveis recebidos de Pessoa Jurídica.%u201D Quais valores devo lançar no campo correto? » Claudio de Araujo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/03/2016 17:32

O problema se deu porque você tem duas fontes pagadoras e, quando somadas, ultrapassou o limite de isenção da linha 6 da ficha Rendimentos Isentos e Não Tributáveis, que é de R$ 24.403,11. O limite de isenção para o ano-calendário de 2015 é de R$ 1.787,77, por mês, para os meses de janeiro a março e de R$ 1.903,98, mais o 13º salário, no mesmo valor, a partir de abril desse mesmo ano, sem prejuízo da parcela isenta prevista na tabela de incidência mensal do imposto. O valor excedente a esse limite está sujeito à incidência do imposto sobre a renda na fonte e na declaração e deverá ser lançado na ficha Rendimentos Tributáveis recebidos de Pessoa Jurídica. No caso, lançar na ficha Rendimentos Isentos e Não Tributáveis%u201D %u2014 linha 6 o valor de R$ 24.403,11 e o restante, tanto a diferença dos rendimentos recebidos do GDF quanto do INSS, lançar na ficha de Rendimentos Tributáveis de Pessoa Jurídica.


Perguntas Frequentes

Listamos abaixo as perguntas mais comuns dos leitores

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.