oferecimento

Minha filha não é mais minha dependente e realizou serviços como advogada ad hoc na Justiça Federal cuja cédula C aponta R$ 2.313 no período. Eu pago o INSS dela como autônoma, além de ter depositado na conta-corrente dela o valor de R$ 1,1 mil por mês, durante 11 meses. Deste valor (R$ 1,1 mil) ela paga nossa internet, pilates e demais despesas dela ao longo do mês. Possui uma poupança de R$ 48 mil da época que ela era minha dependente e consta no meu IRPF/2015. Pergunto: 1) Caso ela seja obrigada a declarar este ano, pode informar apenas a diferença que usa para despesas, sem declarar a internet e o pilates, pois são despesas que eu deveria pagar em dinheiro mas por comodidade ela transfere direto da conta dela para o recebedor? 2) Ela tem que declarar devido à poupança de R$ 48 mil? João Nepomuceno de Faria Pereira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/03/2016 11:40

As condições principais de obrigatoriedade para declarar são: a) ter auferido rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.123,91; b) ou ter rendimentos isentos acima de R$ 40 mil; c) ter a posse ou propriedade de bens acima de R$ 300 mil em 31/12/2015. No caso, ela não estará obrigada a declarar este ano.


Perguntas Frequentes

Listamos abaixo as perguntas mais comuns dos leitores

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.