oferecimento

Em 2014, fiz um contrato com um parente e emprestei-lhe um valor em reais (transferência entre contas bancárias), para mim considerado significativo. Uma das cláusulas reza que, a partir de março de 2016, o beneficiado passa a restituir-me o valor emprestado; em 20 parcelas mensais e iguais, acrescidas de um juro mensal correspondente a 1/12 do juro anual, estabelecido em 2% do valor do empréstimo. Na DRPF do exercício de 2015/2014, declarei, na ficha Bens e Direitos, o valor total emprestado. Assim como na DRPF 2016/2015. Como em março de 2016 passei a receber a 1ª parcela do empréstimo supracitado, gostaria de saber como proceder na próxima DRPF 2017/ 2016. Agradeço a eventual atenção. Carlos O.C. Ferreira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/03/2016 17:29

Alertamos que, dependendo do quanto for recebido de pessoa física, no caso, o valor dos juros, pode estar sujeito ao recolhimento mensal (carnê-leão). Na declaração de 2017, deve ser preenchida a ficha Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física, pelo valor dos juros recebidos e, pelo valor principal, baixar o crédito na ficha Bens e Direitos.


Perguntas Frequentes

Listamos abaixo as perguntas mais comuns dos leitores

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.