oferecimento

Mais de um milhão de declarações são enviadas na primeira semana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/03/2017 12:13 / atualizado em 08/03/2017 13:34

A Receita Federal informou ter recebido 1,05 milhão de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF 2017) nos seis primeiros dias, após a largada no último dia 2. O prazo vai até 28 de abril. O supervisor nacional do IR, Joaquim Adir, aguarda a recepção de cerca de 28,3 milhões de documentos.

Os balanços sobre a remessa de prestações de contas ao Leão pelos contribuintes são divulgados ao final da tarde de segundas e quintas-feiras. Será assim até a véspera do feriado da Semana Santa, dia 13 de abril, quando os dados passarão a ser conhecidos diariamente, segundo a assessoria de imprensa da Receita.

A declaração do IRPF 2017 deve conter dados sobre rendas e variação patrimonial dos contribuintes no ano de 2016. É obrigatória a apresentação para quem teve rendimentos assalariados, aposentadoria, aluguéis, atividades rurais e outros acima de R$ 28.559,70. Ou renda isenta com soma superior a R$ 40 mil, como indenizações trabalhistas, FGTS.

Neste ano, o programa Receitanet, de envio da declaração, foi incorporado ao programa do IRPF 2017 a ser baixado pela internet, livrando o contribuinte da necessidade de instalação em separado, como ocorria antes.

Quem precisa e ainda não fez, deve ficar atendo ao prazo e à possibilidade de ser multado, ou ter o CPF bloqueado, quando não se entrega a declaração ao Fisco.

Uma novidade na hora de preencher o documento será o pedido da Receita Federal para informação do número de celular e email. Dados que o contribuinte deve fornecer somente se quiser.

Entre os documentos exigidos estão o CPF, o título de eleitor, comprovante de rendimentos 2016 fornecido pelo empregador, comprovante de benefícios do INSS para os aposentados, dados completos dos dependentes, extratos bancários, recibos e notas fiscais de despesas que podem ser abatidas, como de educação, de médicos e planos de saúde, de previdência privada, de pagamentos a empregados domésticos, de compra ou venda de imóvel, de aluguéis.

Tags: ir2017
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.