oferecimento

Quase 12,4 milhões já prestaram contas ao Leão; ainda faltam 56%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
A Receita Federal informou que até o fim de segunda-feira, dia 17, cerca de 12,389 milhões de contribuintes já encaminharam o informe de ajuste anual do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2017.

A expectativa do supervisor nacional do IR, Joaquim Adir, é a de que mais de 28,3 milhões de pessoas prestem contas do Leão até o próximo dia 28, sexta-feira. De forma que do montante esperado, cerca de 43,7% já cumpriram o esperado pelo Fisco. Embora o prazo esteja se esgotando para quem está na lista do Fisco, quase 56% dos contribuintes com essa obrigatoriedade ainda não enviaram o documento aos sistemas da Receita. O contribuinte que perde o prazo paga multa mínima de R$ 165,74, seguindo uma faixa de 1% a 20% mensais sobre o tributo devido. Especialistas alertam sobre os riscos de deixar para fazer na última hora. O principal deles é cometer erros, como um número diferente ou uma vírgula fora do lugar, e ter o documento retido na malha fina. O Fisco vem aprimorando as fontes de informação e faz cruzamentos cada vez mais rígidos. Na lista com obrigação de entregar a declaração de IRPF 2017 está quem recebeu em 2016 rendimentos tributáveis (assalariados, por exemplo) acima de R$ 28.559,70; rendimentos isentos como herança ou FGTS em valor superior a R$ 40 mil; vendeu ou comprou imóveis; teve patrimônio acima de R$ 300 mil; recebeu de atividade rural acima de R$ 142.798,50 ou estrangeiro que tornou-se residente no país até 31 de dezembro passado, entre outros. O contribuinte pode fazer o informe pelo modelo simplificado, obtendo 20% de desconto (até R$ 16.754,34) no imposto devido sem precisar de apresentar documentação de despesas. Ou preencher o modelo completo para ter direito a deduções de dependentes (R$ 2.275,08 por cada), educação (R$ 3.561,50 por cada), pensão alimentícia no valor determinado pelo juiz, empregado doméstico (R$ 1.903,77) e gastos com saúde, em valor ilimitado. É necessário guardar a documentação por até cinco anos. A Receita lembra que a partir deste ano foi incorporado ao programa gerador do IRPF o Receitanet, sendo dispensada a instalação em separado. Se quiser tirar dúvidas, o contribuinte pode consultar o sitio da Receita Federal na internet aqui ou enviar email para o Correio, no endereço virtual: economia.df@dabr.com.br para respostas de profissionais do Conselho Federal de Contabilidade (CFC).
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.