oferecimento

Metade dos contribuintes do DF ainda precisa prestar contas ao Leão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/04/2017 17:31 / atualizado em 20/04/2017 17:43


Apenas um quarto (26%) da população projetada para o Distrito Federal (2,8 milhões) está obrigada a fazer a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2017. A Receita Federal estima esse universo em 725 mil contribuintes. A uma semana do fim do prazo, entretanto, somente 368,4 mil ou 50,7% já encaminharam o documento ao Fisco. A outra metade precisa agilizar. Os dados mostra o brasiliense alinhado com os demais contribuintes brasileiros, pois de acordo com o Fisco, ainda falta receber os informes da metade. Até essa quinta-feira, 20, dos 28,3 milhões esperados somente 14,58 milhões ou 51,5% já prestaram contas ao Leão. Os dados selecionados são da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon). De acordo com o presidente da entidade, Mario Berti, os números estão no balanço regional que o Fisco dá acesso à Fenacon. O prazo de entrega da declaração termina meia noite do próximo dia 28. Ainda dá tempo de organizar tudo sem perder a chance de deduzir despesas do imposto. Ou não cometer erros simples de digitação, de omissão de rendas ou CPFs de fontes às quais o contribuinte fez pagamentos, pois o documento pode ficar retido na malha fina. Berti chama a atenção para a regra nova baixada pela Receita para este ano para dependentes. “Com a exigência do CPF para maiores de 12 anos, não será possível deduzir despesas sem que o número do documento seja informado”, explica o contador. “Fazer o documento é rápido. No entanto, menores que ainda não possuem título de eleitor, não podem solicitar o CPF pela internet. O pai ou responsável precisa ir pessoalmente a uma agência da Caixa, dos Correios ou do Banco do Brasil”, continua ele, que dá dicas: “Evite problemas com o Leão e reúna os documentos com antecedência; confira se todos os documentos estão corretos, caso contrário, solicite a correção; confira as informações digitadas na declaração antes de transmiti-la, como nomes, CPFs e CNPJs de empresas. Erros de digitação podem levar o contribuinte à malha fina; se ficar na dúvida sobre a legalidade da dedução, opte por não incluí-la. Ou procure a orientação de um profissional da área contábil, que saberá o que pode e como pode ser incluída cada despesa”. Estão obrigados a prestar contas ao Leão quem recebeu em 2016 rendimentos tributáveis (assalariados, por exemplo) acima de R$ 28.559,70; rendimentos isentos como herança ou FGTS em valor superior a R$ 40 mil; vendeu ou comprou imóveis; teve patrimônio acima de R$ 300 mil; recebeu de atividade rural acima de R$ 142.798,50; teve qualquer rendimento com IR retido; estrangeiro que tornou-se residente no país até 31 de dezembro passado, entre outros. Quem perde o prazo paga multa mínima de R$ 165,74, seguindo uma faixa de 1% a 20% mensais sobre o tributo devido. Se errar, pode enviar uma retificadora a qualquer tempo.

Tags: ir2017
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.