oferecimento

Faltando apenas um dia, quase 5 milhões ainda não enviaram o IR

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
O balanço da Receita Federal para o penúltimo dia antes do fim do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2017 aponta que 23,46 milhões de contribuintes já declararam. O que significa que deixaram para a última hora quase cinco milhões de contribuintes, ou 17% dos 28,3 milhões esperados pelo Fisco.

Neste ano o programa Receitanet, de envio das informações, foi incorporado ao programa gerador do IRPF, dispensando a necessidade de ser baixado em separado. A Receita alerta que os contribuintes que perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido. O prazo para envio da declaração termina amanhã, 28 de abril, às 23h59m59s. Por isso, os contribuintes retardatários precisam ficar atentos aos horários de entrega. E cuidar para não cometer erros e omissão de rendimentos, por exemplo, falhas que costumam levar o informe direto para a ala das irregularidades, a chamada malha fina. A declaração de IRPF é obrigatória para quem recebeu em 2016 rendimentos tributáveis (assalariados, por exemplo) acima de R$ 28.559,70; rendimentos isentos como herança ou FGTS em valor superior a R$ 40 mil; vendeu ou comprou imóveis; teve patrimônio acima de R$ 300 mil; recebeu de atividade rural acima de R$ 142.798,50 ou estrangeiro que tornou-se residente no país até 31 de dezembro passado, entre outros. O contribuinte pode fazer o informe pelo modelo simplificado, obtendo 20% de desconto no imposto devido sem precisar de apresentar documentação de despesas. Ou preencher o modelo completo para ter direito a descontos de dependentes (R$ 2.275,08 por cada), educação (R$ 3.561,50 por cada), pensão alimentícia no valor determinado pelo juiz, empregado doméstico (R$ 1.903,77) e gastos com saúde, em valor ilimitado, entre outros abatimentos. Guardando a documentação por até cinco anos.
Tags: ir2017
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.