SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Conheça o autor do primeiro livro queimado durante a ditadura

O poeta Heitor Humberto de Andrade sempre esteve muito ligado à linguagem cinematográfica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/03/2014 06:00

Vanessa Aquino


Heitor Humberto de Andrade é o poeta que ganhou a forma de Brasília e carrega na biografia a peculiaridade de ser o autor do primeiro livro queimado durante o período de repressão da ditadura militar. Segundo o cineasta J. Santos, a capital assumiu os versos apocalípticos do artista. Ele foi tema do documentário Heitor: o poeta da revolução, assinado pelo diretor baiano.

Primo do cineasta Glauber Rocha, Heitor sempre esteve muito ligado à linguagem cinematográfica, o que chamou a atenção de J. Santos. “A relação que me une a Heitor é o cinema. Conversando sobre questões da vida, ele contou a história do livro queimado. Então, resolvi fazer um filme e contar isso para o mundo.”

Leia mais notícias de Diversão & Arte

A comprovação veio em depoimento de Germano Machado, diretor da Imprensa Nacional da Bahia à época, que conseguiu salvar 100 exemplares do livro. “Com esse filme, fiz um tributo ao Heitor e não deixei passar em branco”, diz. O cineasta conta que procurou fazer crítica à política atual, e Heitor foi usado como instrumento para tal finalidade. “Usei o Heitor profético para criticar o que está sendo feito hoje. O Germano, sem querer, o colocou à prova. O tempo mostrou que ele não errou em nada do que diz. ”

A obra em questão, Corpos de concreto, seria lançada no dia 1º de abril de 1964. “Eles entraram na Imprensa Nacional da Bahia e queimaram o livro. Germano salvou alguns exemplares e enviou para mim, em Campinas”, conta. Os poemas de Corpos de concreto seriam incorporados, mais tarde, ao Matemática do poema 3 x 1, em 1978.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade