publicidade

Documentário "Taego Ãwa" aborda jornada de tribo em defesa do território

Terceiro dia do Festival também tem outro filme de temática indígena: "Martírio"

postado em 22/09/2016 19:18 / atualizado em 22/09/2016 21:15

Com pouco mais de 100 espectadores, o documentário Taego Ãwa foi o segundo filme exibido na mostra A política no mundo e o mundo da política, neste terceiro dia do 49° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O longa aborda a jornada da tribo Ãwa na luta pela sua terra. Os diretores Marcela e Henrique Borela recuperaram filmagens dos anos 1970 e voltaram à tribo para reencontrar as mesmas personagens.

O filme é praticamente todo falado no idioma Ãwa e as entrevistas são guiadas pelos próprios membros da tribo, cujos jovens realizam perguntas aos mais velhos sobre a situação e os conflitos do passado.

Em meio às entrevistas, o cotidiano é mostrado em tela, com imagens atuais das pinturas tradicionais se misturando com cenas de caçada, nos anos 1970.
 
Arquivo pessoal
 
Ainda hoje, no Festival

Outro filme de temática indígena será exibido nesta noite. Do diretor Vincent Carelli, Martírio retrata o drama dos índios Guarani Kaiowá, no Mato Grosso do Sul, e a luta para permanecer em seu território. O longa tem exibição às 21h, na mostra competitiva do Festival.

49° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro
De 20 a 28 de setembro no Cine Brasília (106/107 Sul).

Últimas Notícias

Últimas Notícias Veja Mais

* * *