Longa 'Pendular', de Julia Murat, relata a intimidade de um casal

Confira outros destaques da programação de domingo (17/9)

postado em 15/09/2017 06:00

Correio Braziliense

Still/Reprodução

Liberdade dramatúrgica e uma narrativa plantada em sensação claustrofóbica se combinam neste longa ambientado num galpão abandonado. É nesse espaço que um casal de artistas mescla criações à intimidade.

O espaço dividido exatamente no meio é insuficiente, na visão do homem. Desse ambiente, brota um enfrentamento que revigora situações de um passado tumultuado. Distinções entre o fazer artístico e as relações amorosas tendem à complexidade, na condição experimentada.

Com mais de 25 prêmios internacionais, na assinatura do longa Histórias que só existem quando lembradas (2011), Julia Murat foi selecionada para festivais como Veneza, Toronto, San Sebastián e Roterdã. A lista de curtas que criou inclui A velha, o canto, as fotos (2001), Ausência (2004) e Pendular (2009).

Pendular
De Julia Murat. (2017, RJ, 108min, não recomendado para menores de 16 anos). Com Raquel Karro, Rodrigo Bolzan e Neto Machado.

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO


Dia 17 de setembro

Mostra Esses corpos indóceis (entrada franca)
14h
No Cine Brasília (EQS 106/107)
Modo de produção, de Dea Ferraz (2017, 75min, PE)

15h
No Hotel Meliá, Master class com Ana Muylaert, atividade gratuita mediante inscrição prévia.

Mostra Esses corpos indóceis (entrada franca)
15h30
Antes do fim, de Cristiano Burlan (86 min, SP, 14 anos).

17h
Diários de classe, de Maria Carolina da Silva e Igor Souza (2017, 76min, BA, 12 anos).

Programação multicultural, com diversos DJs
(entrada franca)

18h
Teatro da Praça (Taguatinga), no Espaço Semente (Setor Central, Gama), Teatro de Sobradinho e em frente à Administração do Riacho Fundo.

Mostra 50 anos em 5 dias (entrada franca)
19h
No Cine Brasília, A hora e a vez de Augusto Matraga, de Roberto Santos (1965, 109min,
MG, 10 anos)

Mostra competitiva

21h30
No Cine Brasília (EQS 106/ 107), com o curta Inocentes, de Douglas Soares (2017, 18 min, RJ, 16 anos) e o longa Pendular, de Julia Murat (2017, 108 min, RJ, 16 anos).

Últimas Notícias

Últimas Notícias Veja Mais

* * *