Cheia de diversidade, Mostra Brasília apresenta filmes da cidade

Mostra Brasília dá espaço para produções da cidade. Ao todo, quatro longas e 13 curtas disputam a premiação

postado em 15/09/2017 06:00 / atualizado em 14/09/2017 20:31

Correio Braziliense

Divulgação/Festival de Brasília

 

A produção da cidade também tem destaque no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. A Mostra Brasília (Troféu Câmara Legislativa) dá espaço para que 17 filmes locais sejam exibidos durante o evento.

Quatro longas e 13 curta-metragens ocuparão a tela do Cine Brasília entre os dias 18 e 22, em sessões que ocorrem a partir das 18h30.

Neste ano, a premiação recebeu um número recorde de inscrições, segundo os organizadores. Doze longas e 74 curtas se inscreveram para participar das exibições. A quantidade é substancialmente maior do que na edição anterior, quando 57 produções se candidataram.

Prêmios
Os 17 longas disputarão, levando-se em conta todas as categorias, uma premiação de R$ 240 mil. O melhor longa escolhido pelo júri oficial receberá R$ 100 mil, e o melhor curta, R$ 30 mil.

Já o longa preferido do júri popular leva o prêmio de R$ 40 mil, enquanto o melhor curta, segundo o público, recebe R$ 10 mil.

Os candidatos também podem ser reconhecidos com o Prêmio Petrobras de Cinema, que dará R$ 100 mil para o longa escolhido pelo júri popular. O valor deve ser usado para a distribuição do filme em pelo menos 10 salas e três praças nos primeiros 90 dias depois do lançamento comercial.

Neste ano, a votação do júri popular será feita por meio eletrônico. O público pode utilizar um aplicativo no celular (que será disponibilizado durante o evento) ou usar totens disponíveis no local.

Seleção

Para fazer a triagem e selecionar os 17 filmes, entre os 86 inscritos, foi montada uma comissão com nomes da cidade com relação forte com o cinema em suas carreiras.

A comissão é formada pela jornalista e cineasta Denise Caputo; pelo cineasta John Howard Szerman; pelo diretor Santiago Machado Dellape; pelo crítico Sergio Habib Bazi e pelo produtor Wanderlei José da Silva.

Histórico
Neste ano, a Mostra Brasília chega à 22ª edição. O troféu foi criado em 1996 para dar reconhecimento aos cineastas brasilienses e para incentivar a produção de jovens criadores da cena da cidade.

Em 2016, o longa Catadores de história, de Tânia Quaresma, e o curta Rosinha, de Gui Campos, levaram o prêmio do júri oficial. Pela escolha do público, Cora Coralina — Todas as vidas, de Renato Barbieri, e Das raízes às pontas, de Flora Egécia, foram os vencedores.

Debate

Para esta edição, uma parceria foi firmada com o curso de audiovisual da Universidade de Brasília (UnB). Isso possibilitará debates na universidade sobre os filmes exibidos na Mostra Brasília. Técnicos, estudantes e realizadores participarão das conversas na instituição.

Confira os filmes que representarão a cidade na Mostra Brasília (a partir da 18h30)

Menina de barro (terça-feira, 19)
O longa de Vinícius Machado é fruto do processo começado pelo diretor no curta Diana. A protagonista, a própria Diana, é uma menina que, aos 12 anos, tem uma bagagem de conhecimento e de maturidade incomum. A menina quer usar suas habilidades para solidariedade. Ela tenta, por exemplo, combater o bullying na escola em que estuda. Problemas com a família e a apatia das pessoas ao redor, no entanto, serão obstáculos para que ela alcance os objetivos.

Divulgação/Festival de Brasília

Jeitosinha (quarta, 20)
O filme de Johil Carvalho e Sérgio Lacerda conta a história de uma garota bonita que descobre, aos 18 anos, que na verdade não era, de fato, menina. O protagonista é interpretado pela atriz Bianca Müller, que dá vida ao garoto que tomou hormônios e foi criado como se, de fato, fosse uma menina. A descoberta só ocorre quando a “menina” se apaixona por um garoto e, no meio do relacionamento, percebe que alguma coisa não está certa.

Divulgação/Festival de Brasília

O fantástico patinho feio (quinta, 21)
O documentário de Denilson Félix conta a história de quatro garotos que, nos anos 1960, resolveram construir em casa (no fundo de um quintal) um carro de corrida para disputar os 500km de Brasília, segunda prova mais importante à época. Eles conseguiram. E colocaram a criação para disputar com outros 33 carros, muitos de grandes marcas. Mesmo largando em último lugar, o carro chegou na segunda posição. Os colegas fundaram a Oficina Camber, por onde passaram pilotos como Nelson Piquet.

Divulgação/Festival de Brasília

Um domingo de 53 horas (sexta, 22)
O longa é um documentário sobre o 17 de abril de 2016. Nessa data, a Câmara dos Deputados aceitou a abertura do processo de impeachment contra Dilma Rousseff. O filme traz imagens e entrevistas da cobertura da sessão, dentro e fora das dependências do Congresso. As manifestações na Esplanada dos Ministérios, divididas por um muro, também são retratadas. Políticos, jornalistas, pesquisadores e pessoas de fora do meio foram ouvidas para o documentário. O filme foi dirigido por Cristiano Vieira.

Os valores

Júri oficial

Longa-metragem - R$ 100 mil
Curta-metragem - R$ 30 mil
Direção - R$ 12 mil
Ator - R$ 6 mil
Atriz - R$ 6 mil
Roteiro - R$ 6 mil
Fotografia - R$ 6 mil
Montagem - R$ 6 mil
Direção de arte - R$ 6 mil
Edição de som - R$ 6 mil
Trilha sonora - R$ 6 mil

Júri popular
Longa-metragem - R$ 40 mil
Curta-metragem - R$ 10 mil

CURTAS

Segunda-feira (18)
1x1,
 e Ramon Abreu, ficção, 19min
UrSortudo, e Januário Jr., ficção, 15min
O vídeo de 6 faces,
 de Maurício Chades, ficção, 19min54
Tekoha – som da terra, de Rodrigo Arajeju e Valdelice · Veron, documentário, 20min
Vilãode Webson Dias, documentário, 19min19

Terça (19)

O menino leão e a menina coruja, de Renan Montenegro, ficção, 16min05

Quinta (21)
Damrõze Akwe – amor e resistência, de Guilherme Cavalli, 
documentário, 21min39
A margem do universo, de Tiago Esmeraldo, ficção,18min22
Habilitado para morrerde Rafael Stadniki, ficção,18min41

Quarta (20)
Afronte, de Marcus Azevedo e Bruno Victor, documentário, 15min46
A inviolável leveza do ser, de Júlia Zakarewicz, ficção,1min50

Sexta (22)
Carneiro de ourode Dácia Ibiapina, documentário, 25min
O céu dos teus olhos, de Danilo Borges e Diego Borges, ficção, 16min57

Últimas Notícias

Últimas Notícias Veja Mais

* * *