'Arábia' marca estreia dos diretores Affonso Uchôa e João Dumans

Confira outros destaques da programação deste sábado (23/9) no Festival de Brasília

postado em 15/09/2017 06:00

Correio Braziliense

Carlão/Divulgação

Uma região próxima a uma velha fábrica de alumínio, em Ouro Preto (MG), ambienta o enredo do primeiro longa-metragem codirigido por Affonso Uchôa e João Dumans. Na trama de Arábia, André é um jovem morador de Vila Operária, na qual ele se depara com o caderno de anotações feitas por um trabalhador da fábrica. No cruzamento das duas vidas, se tece o enredo.

Parceiros na criação do longa A vizinhança do tigre (2014), capitaneado por Affonso Uchôa, e do qual João Dumans foi diretor-assistente, roteirista e montador, os realizadores de Arábia foram, à época, premiados na Mostra de Tiradentes (2014), pelo melhor longa-metragem. Esse filme de Uchôa teve estreia internacional no Festival de Hamburgo (Alemanha).


Arábia
De Affonso Uchôa e João Dumans.
(2017, 96min, MG, classificação indicativa livre)
Com Aristides de Sousa, Murilo Caliari, Glaucia Vandeveld, Renata Cabral, Renato Novaes e Wederson Neguinho.

 

Destaques da programação

 

Mostra Terra em Transe

14h
No Cine Brasília, Intervenção — Amor não quer dizer grande coisa, de Rubens Rewald, Tales Ab’ Sáber e Gustavo Aranda (76min, 2017, SP, 14 anos).
15h30, Operações de garantia da lei e da ordem,
de Julia Murat e Miguel Antunes Ramos (83min, 2017, RJ, 14 anos).
17h, Escolas em luta, de Eduardo Consonni, Rodrigo T. Marques e Tiago Tambelli (77min, 2017, SP).

Master Class
14h
No Hotel Meliá, com a produtora Vania Catani. Atividade gratuita mediante inscrição prévia.
16h30, no Hotel Meliá, com a diretora Laís Bodanzky. Atividade gratuita mediante inscrição prévia.

Sessão Especial — Poesia Viva (entrada franca)
18h
No Museu Nacional da República, com os filmes A arte existe porque a vida não basta, de Zelito Viana (2016, 50min, 12 anos) e Viva Cassiano, de Bernardo Bernardes (2004, 36min).

Sessão Hors-concours (entrada franca)
19h
No Cine Brasília, com os filmes Ano passado eu morri, de Rodrigo de Oliveira (25min, 2017, ES, 12 anos) e Antônio Um Dois Três, de Leonardo Mouramateus (95min, 2017, CE, 12 anos).

Mostra competitiva
21h30, Cine Brasília (EQS 106/ 107), com o curta A passagem do cometa, de Juliana Rojas (19 min, 2017, SP, 12 anos) e Arábia, de Affonso Uchoa e João Dumans (96min, 2017, MG).

Últimas Notícias

Últimas Notícias Veja Mais

* * *