Noite de sábado marca o encerramento da Mostra Competitiva

O curta 'A passagem do cometa' e o longa 'Arábia' foram os filmes do dia

Alexandre de Paula/Esp. CB/D.A Press

O sábado (23/9) marcou o encerramento da Mostra Competitiva da 50ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O curta paulista A passagem do cometa e o longa mineiro Arábia encerraram a programação da noite.

Com sala cheia, as sessões, no Cine Brasília, foram apresentadas pela atriz e diretora Juliana Drummond e pelo cantor André González.

A passagem do cometa, de Juliana Rojas, retrata a espera da passagem do cometa Halley dentro de uma clínica de abortos clandestina na década de 1980. 

A diretora não pôde comparecer e foi representada pela equipe da produção, completamente feminina. O filme faz parte de uma série com seis curtas chamada.

"Tenho acompanhado o festival à distância e fico muito contente de ler sobre debates muito importantes que aconteceram nesta edição. Espero que nosso filme seja sentido e comentado também", disse, por meio de comunicado lido pela equipe, a diretora.

Em Arábia, de Affonso Uchoa e João Dumans, um jovem encontra em uma fábrica de alumínio o diário de um trabalhador que morreu em um acidente.

A equipe criticou a Reforma Trabalhista e dedicou a exibição do longa a toda classe trabalhadora brasileira.

No domingo, a partir das 18h30, será exibido Abaixo a gravidade, de Edgard Navarro. Depois, ocorre a cerimônia de premiação.

Últimas Notícias

Últimas Notícias Veja Mais

* * *