Missa em memória de Zilda Arns reúne 400 pessoas no Palácio das Araucárias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/01/2010 15:22

Curitiba - Cerca de 400 pessoas acompanharam a missa de corpo presente em memória da médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Terra, uma das vítimas do terremoto de terça-feira (12) em Porto Príncipe, capital do Haiti, onde ela se encontrava em missão humanitária. A cerimônia, celebrada pelo presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Geraldo Lyrio, terminou há pouco, no Palácio das Araucárias, sede do governo paranaense. O corpo da médica vai ser sepultado nesta tarde no Cemitério Água Verde, em Curitiba Durante o velório, a família pediu a imprensa para transmitir pelas manifestações de carinho recebidas de todo o Brasil e das diversas partes do mundo pela morte de Zilda Arns. Um dos filhos da médica, Nelson Arns, coordenador nacional adjunto da Pastoral da Criança, disse que ela sempre dizia que precisava preparar filhos, netos e colaboradores para dar continuidade a seu trabalho. "Ela vivia cada dia como se fosse o último, estruturando todas as áreas de sua vida de forma a ter continuidade em sua ausência. É isso que dá agora continuidade a tudo", afirmou Nelson. A família fez, então, uma homenagem a Zilda Arns, apresentando o último vídeo gravado por ela no último Natal. No vídeo, que emocionou a todos os presentes e fez muitos chorarem, ela agradece a todos os que acreditam na Pastoral, apela para que a obra continue, dá graças a Deus pela vida e pelo trabalho e diz que é muito feliz, desejando a todos um feliz 2010. "O mundo não será melhor se todos ficarem ricos, mas será melhor se todas as pessoas crescerem em igualdade", diz a médica, ao final da gravação .
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.