Tensão obriga Cruz Vermelha a suspender ajuda não alimentar ao Haiti

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/01/2010 15:25

A distribuição de ajuda não-alimentar pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) teve de ser interrompida por causa do ambiente tenso que reina no bairro da capital onde trabalha a equipe encarregada desta operação, informou a organização.

"Apesar da difícil situação em Porto Príncipe, tentaremos reiniciar a distribuição de ajuda (não alimentar) nos próximos dias", indicou o chefe das operações do CICV no local, Riccardo Conti, citado num comunicado.

"Estas tensões são compreensíveis dada a situação muito difícil de pessoas que perderam tudo", explicou.

"Várias equipes estão encarregadas de diferentes operações e o grupo encarregado da distribuição de ajuda não-alimentar, como utensílios de cozinha, teve que se retirar por causa da tensão muito forte que reina no bairro de Delmas (nordeste de Porto Príncipe), onde atuava", explicou, por sua parte, Marçal Izard, porta-voz do CICV em Genebra.

O CICV informou na véspera sobre violentos incidentes e saques na capital haitiana, onde os sobreviventes estão desesperados.

"A população de Porto Príncipe luta agora apenas para sobreviver. Os nervos estão à flor da pele, pois, além da fome e da sede, os sobreviventes são dão conta da magnitude do que perderam", segundo delegados da CICV no local.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.