Novos tremores podem atingir o Haiti, afirma especialista

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/01/2010 11:11 / atualizado em 20/01/2010 17:20

Novos tremores, como o de 6.1 graus na escala Richter que atingiu o Haiti às 6h04 (9h04 horário de Brasília) desta quarta-feira (20/1), podem voltar a ocorrer na região durante os próximos meses. É o que explica a professora de geofísica da Universidade de Brasília (UnB), Mônica Vonhuelsen. De acordo com a especialista, a tendência é que os abalos ocorram cada vez em menor escala. "Mas não está descartada a possibilidade de tremores maiores. Espero que não. Como o último (de 7 graus na escala Richter) já foi bastante grande, acredito que agora os abalos devam diminuir". Segundo Vonhuelsen, a localização do país torna-o suscetível a tremores. "É uma região interplaca. A Terra é dinâmica, ela está sempre em movimentação. E o acúmulo de esforços é que vão gerar tremores". Como as estruturas dos edifícios da região já estão instáveis, por conta do terremoto de 7 graus que atingiu a região há oito dias, novos desabamentos podem ocorrer. "Se ainda tiver algum sobrevivente sob os escombros e tiver novos desabamentos, pode haver mais mortes". O epicentro do abalo desta manhã está a 60 km a oeste-noroeste da capital, Porto Príncipe, e a 42 km da cidade de Jacmel, e a uma profundidade de 9,9 km. Ainda não há informações sobre novas vítimas. Confira entrevista por telefone com a professora de geofísica da UnB Mônica Vonhuelsen:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.