Amorim diz que Brasil deve dobrar ajuda ao Haiti

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/01/2010 14:27

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse neste sábado (23/1) que o Brasil poderá duplicar a ajuda ao Haiti e colaborar com a formação de pessoal administrativo para remontar o governo do país.

Os recursos seriam de US$ 15 milhões e destinados à reconstrução do país, o mesmo valor que o governo anunciou para a ajuda emergencial. Desses, US$ 5 milhões já estão com as Nações Unidas.

Amorim chegou neste sábado ao Haiti para uma série de encontros. O chanceler disse que conversou com o primeiro-ministro do país, Jean-Max Bellerive, com representantes brasileiros, da Organização dos Estados Americanos (OEA), da Organização das Nações Unidas (ONU), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e de organizações não governamentais (ONG's). Ele vai se reunir ainda com o presidente René Préval e com o comando militar brasileiro.

Amorim afirmou que manifestou ao primeiro-ministro a disposição total do Brasil para realizar os trabalhos não só de ajuda humanitária, mas também de reconstrução do país e que o assunto foi o tema principal da reunião ministerial de ontem.

“Haverá uma reunião preparatória para definir a quantia extra, mas pode ser de US$ 15 milhões”. O ministro disse também que ofereceu quadros para a reconstrução administrativa do país.

Perguntado sobre a perda de liderança regional do Brasil, Amorim foi ríspido na resposta e afirmou que o “Brasil não está preocupado com a liderança regional. Está preocupado em recuperar o Haiti”.