Hillary se diz ressentida com críticas sobre papel dos EUA no Haiti

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/01/2010 15:36

France Presse

WASHINGTON - A secretária americana de Estado, Hillary Clinton, se declarou nesta terça-feira (26) profundamente ressentida com as críticas à operação montada pelos Estados Unidos após o terremoto no Haiti, explicando que o país está fazendo o máximo para ajudar a ilha caribenha.

"Estou profundamente ressentida com os que criticam nosso país, a generosidade de nosso povo e o papel de nosso presidente, que está tentando responder a uma tragédia de proporções históricas", declarou Hillary por ocasião de um fórum organizado para marcar seu primeiro ano no comando da diplomacia americana.

A secretária de Estado não especificou a que críticas se referia, mas estimou que "parte da imprensa internacional entendeu mal, ou interpetou mal deliberadamente" as intenções dos Estados Unidos com o envio de tropas ao Haiti para ajudar na reconstrução do país.

Domingo, um representante da segurança civil italiana criticou a falta de coordenação da ajuda internacional no Haiti, afirmando que os Estados Unidos têm "comandantes militares demais" no terreno e não conseguiram encontrar a pessoa adequada para orientar estes comandantes. Os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, e da Nicarágua, Daniel Ortega, denunciaram uma "ocupação" de Haiti pelas tropas americanas.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.