Nova versão de 'We Are The World' reúne 70 artistas pelas vítimas do terremoto no Haiti

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/02/2010 19:50

France Presse

LOS ANGELES - De Barbra Streisand a Wyclef Jean, passando por Celine Dion e Usher, mais de 70 cantores gravaram na noite de segunda-feira uma nova versão de "We Are The World", o hit musical que Michael Jackson liderou para a África há 25 anos, agora para arrecadar recursos para o Haiti.

Os grandes nomes do cenário musical norte-americano, como o veterano Tony Bennett e a estrela adolescente Justin Bieber, se reuniram na noite de segunda-feira, depois dos prêmios Grammy, nos Henson Recording Studios de Los Angeles.

Foi lá que o "Rei do Pop", falecido em junho passado, reuniu em 1985 Bob Dylan, Bruce Springsteen e muitos outros para a famosa canção de caridade que arrecadou 63 milhões de dólares para obras humanitárias destinadas às vítimas da fome na África.

A gravação de segunda-feira, inicialmente programada para durar uma hora, se estendeu por toda a noite e foi filmada pelo diretor Paul Haggis, roteirista de "Menina de ouro".

"We Are The World - 25 For Haiti" será divulgada pela NBC durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver, em 12 de fevereiro, indicaram os produtores Lionel Richie e Quincy Jones.

A música e o videoclip estarão à venda na internet e nas lojas de discos tradicionais, e toda a receita será destinada "diretamente" para a ajuda humanitária ao Haiti por meio de uma nova associação, a Fundação "We Are The World", ressaltaram os produtores.

O rapper de origem haitiana Wyclef Jean disse estar "orgulhoso" de ver "tantos membros da comunidade artística querendo contribuir" com o país caribenho, devastado pelo terremoto de 12 de janeiro.

"Acreditamos que 'We Are The World - 25 For Haiti' pode ser o começo do processo de recuperação" do país mais pobre da América, onde a catástrofe deixou pelo menos 170.000 mortos e um milhão de pessoas desabrigadas.