Unasul aprova acordo com 13 ações para a reconstrução do Haiti

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/02/2010 13:50

Reunidos em Quito (Equador), presidentes e representantes da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) assinaram acordo de cooperação, com 13 pontos, para a reconstrução do Haiti. Vinte e oito dias depois do terremoto que devastou a capital haitiana, Porto Príncipe, os países-membros da Unasul assumiram o compromisso de ajudar nas áreas rodoviária, agrícola, de saúde, de educação e militar, entre outras. Também foi definido que cada país irá colaborar financeiramente. Os valores doados em espécie por cada nação serão calculados com base no Produto Interno Bruto (PIB) e na população (de cada região). Os recursos serão utilizados para assegurar, segundo a decisão da Unasul, a alimentação, a saúde, os serviços básicos e a educação para cerca de 200 mil pessoas. Para representar o Brasil na reunião da Unasul, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva designou o assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, e o subsecretário-geral de Políticas do Itamaraty, embaixador Antônio Simões. No próximo dia 25, Lula irá a Porto Príncipe para anunciar uma série de medidas de apoio do governo brasileiro ao país. O presidente do Haiti, René Préval, participou da reunião como convidado especial. O encontro foi coordenado pelo presidente do Equador, Rafael Correa. Participaram das discussões os presidentes da Bolívia, Evo Morales; da Colômbia, Álvaro Uribe; do Paraguai, Fernando Lugo; do Peru, Alan García, e da Venezuela, Hugo Chávez. O documento aprovado tem três páginas e enfatiza a reconstrução de setores como rodoviário, agrícola e de saúde. No caso das estradas, os representantes da Unasul vão cooperar com o intercâmbio de tecnologia e conhecimento, além de materiais, máquinas e equipamentos. Para a área agrícola devem ser fornecidos fertilizantes, sementes e outros insumos. No setor de saúde, os integrantes do Conselho de Saúde da América do Sul da Unasul recomendaram o envio de mais profissionais e a implementação de um plano de ação. Outra proposta é realizar projetos de reconstrução de infraestrutura de longo prazo a juros menores com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O documento relativo ao acordo de cooperação, aprovado durante a reunião da Unasul, determina ainda ações de reflorestamento, diversificação das fontes energéticas para reduzir a dependência de madeira, apoio para a reconstrução da sede do governo do Haiti e a criação da Brigada da Solidariedade - espécie de tropa civil de apoio permanente à região.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.