Verão BSB

publicidade

Autoconhecimento e uma boa dieta fazem toda diferença

No ápice das dietas para o verão é importante saber como emagrecer sem prejudicar a saúde. Algumas dicas simples podem otimizar a perda de peso

postado em 30/01/2017 07:00 / atualizado em 30/01/2017 23:09

O verão é a estação oficial da dieta. Porém é preciso controlar a vontade de emagrecer rapidamente e prestar atenção a alguns erros comuns: ficar muito tempo sem se alimentar; comer alimentos ricos em gordura, açúcar e sódio; ingerir pouca água; exceder no consumo de refrigerantes; fazer dietas restritivas e da moda retiraram nutrientes essenciais da alimentação. Na visão da nutricionista Márcia Dal Medico, esses são os principais inimigos de todos os mortais que querem perder peso com saúde e disposição.

 

Nanah D'Luize/Divulgação

 

Autora do livro Spa em casa — Saúde pela alimentação, a especialista acredita que mais que ver os números na balança diminuírem, o “projeto verão” deve passar por uma tomada de consciência de quem se é e onde se quer chegar. No livro, ela ensina os passos necessários para fazer, com o que se tem em casa, uma versão intimista de um spa. As receitas são fáceis de reproduzir e não contam com ingredientes mirabolantes.

 

"Se tivermos dispostos a nos dedicar ao autoconhecimento, nos atentar aos aspectos psicológicos que nos impedem de conseguir melhorar a nossa saúde e aos sinais e sintomas que nosso organismo nos mostra, será um grande começo para o emagrecimento consciente e saudável", acrescenta.

 

"Primeiro, é necessário conhecer as condições de saúde que estamos. Infelizmente, as pessoas querem soluções milagrosas e isso dificulta ainda mais que alcancem a perda de peso. Não basta seguir uma dieta, é importante saber se essa dieta é adequada às reais necessidades energéticas e nutricionais"

 

Duas perguntas

Márcia dal Medico

 Editora Alaúde/Reprodução

Os superalimentos da moda, como óleo de coco, chia, linhaça e quinoa têm alguma restrição?

Alguns desses alimentos da moda são considerados alimentos funcionais, tais como quinoa, linhaça, goji berry e chia. O termo “alimento funcional” é atribuído ao alimento que previna os riscos de doenças. Entretanto, é necessário se atentar à quantidade a ser consumida diariamente.

 

Além de uma boa alimentação, que outros gestos à mesa podem ajudar no emagrecimento?

Mastigar bem e lentamente os alimentos para sentir a textura e o sabor. Desse modo, o processo de digestão acontecerá de forma saudável. Prestar atenção aos sinais de fome, vontade, saciedade e sede. Sentar-se à mesa para fazer as refeições e se atentar à quantidade que está ingerindo. O aumento do consumo de água (cerca de 8 copos por dia) vai auxiliar no processo de emagrecimento, aumentando a saciedade, mesmo porque muitas vezes a sede é confundida com a fome. Em caso de beber água gelada, o organismo vai gastar mais energia para deixá-la na temperatura do corpo. O aumento do consumo de alimentos integrais vai elevar o número de fibras e permitir o esvaziamento gástrico mais lento, dando maior sensação de saciedade, além de aumentar a glicemia gradativamente.