SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Resgatados documentos da expedição que desbravou o Planalto Central em 1892

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/09/2012 08:00

 

Pirenópolis do século 19 - O Rio das Almas e, ao fundo, a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, o mais antigo templo católico do Centro-Oeste (Henrique Charles Morize/Arquivo) 
Pirenópolis do século 19 - O Rio das Almas e, ao fundo, a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, o mais antigo templo católico do Centro-Oeste
Responsável por explorar o Planalto Central em 1892, a Missão Cruls foi a primeira expedição científica brasileira documentada com fotos. Até hoje, só haviam sido publicados 26 desses retratos. Eles integram o relatório final da comissão encarregada de mapear tudo o que havia no quadrilátero para onde, já no fim do século 19, existia um plano de mudar a capital do país. Hoje, o Correio Braziliense revela outras 48 imagens dessa saga. Como as demais, são de autoria de Henrique Charles Morize. O trabalho do astrônomo francês ajudou a descrever a região pouco conhecida pelo resto do Brasil. Historiadores do Arquivo Público do Distrito Federal encontraram os originais das até então inéditas fotografias na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, e na Biblioteca do Observatório Nacional, no Rio de Janeiro. O resgate teve início na capital paulista, há um ano. Lá estavam 19 imagens em papel amarelado pelo tempo, mas intactas, guardadas em um álbum feito por Morize. Em março último, os pesquisadores descobriram as outras 29 fotos, no Rio. Estas nem sequer haviam sido copiadas. Continuavam em lâminas de vidro, o negativo da época em que foram feitas. Os profissionais da instituição candanga agora tentam publicá-las em um livro, com tudo o que se sabe e se tem arquivado sobre a Missão Cruls.
 
Tags:

publicidade