SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Violonista André Rieu mostra o vigor da mistura entre clássico e popular

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/09/2012 11:28 / atualizado em 10/09/2012 11:46

Inicialmente, o maestro, compositor e violinista holandês André Rieu faria apenas três apresentações em São Paulo. Diante da insistência do público (e sabedoria da produção), estendeu a meta para 24 shows. Agora, saltaram para 30. Para finalizar a temporada nacional, o rei das valsas retorna ao Ginásio Ibirapuera, a fim de realizar mais cinco apresentações, de terça a domingo. Todas as sessões lotadas, sete mil pessoas por dia, quebrando o recorde de público de Roberto Carlos, que tinha esgotado sete apresentações consecutivas.

Leia mais notícias em Diversão&Arte

O show é um espetáculo remoto a qualquer concerto tradicional. Há espaço para garoa de balões coloridos lançados do teto; cantoras vestidas como princesas da Disney; telões de última geração que simulam paisagens bucólicas; tempestade de neve artificial sobre a plateia; e até um tocador de bigorna que troca o smoking por uma regata, em striptease ao vivo. Tudo pensado especialmente para uma plateia que paga de R$ 140 até R$ 2.500 reais para testemunhar esse espetáculo.

No show, ele emenda os clássicos Tico-tico no fubá com Aquarela do Brasil. Há ainda Águas de março, interpretada pela soprano brasileira Carmen Monarcha, que há 10 anos acompanha o violinista e protagoniza um dos pontos altos do show. Rieu encerra a apresentação brasileira com Ai se eu te pego, sucesso na voz de Michel Teló, hit mundial do repertório sertanejo. “Ele se dá ao luxo de tocar essa canção porque está acima desses complexos retardados de críticos e músicos eruditos.”
Tags:

publicidade