SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

5ª edicação do Projeto Sarau celebrará a África no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/10/2012 19:34

A herança deixada no Brasil pelos povos da África será relembrada e celebrada no quinto Projeto Sarau da Casa de Cultura da América Latina, instituição da Universidade de Brasília (UnB) em parceria com a Secretaria de Cultura e o Museu Nacional da República. O tema desta edição é África brasileira e trará seis apresentações durante a noite da sexta-feira (5/10). Haverá música, dança folclórica, apresentação de documentário, barracas de comidas típicas e, pela primeira vez, um desfile de moda étnico, produzido por Santinha Moda Afro. %u201CO objetivo é celebrar a diversidade cultural, a formação da cultura brasileira, que é rica, diversificada e tem muita influência da África%u201D, explica Antônio Carlos Maranhão, conhecido como Tom Maranhão, coordenador do projeto desde a primeira edição. O Sarau dá prioridade a apresentações e trabalhos produzidos por artistas do Distrito Federal e do Entorno. Dessa vez, o público vai poder apreciar barracas de acarajé de Ana Akini, exposições de doces, vinhos, quadros e artesanato produzidos pela comunidade do Quilombo Mesquita, povoado próximo à Cidade Ocidental, além de um grupo de catira - dança folclórica brasileira marcada pela batida dos pés e mãos dos dançarinos. Entre as atrações, estarão integrantes da União dos Estudantes Africanos de Brasília, que apresentarão duas danças tradicionais: a puíta, de São Tomé e Príncipe e a Funana, de Cabo Verde. O coreógrafo e bailarino, Júlio César Pereira, da Companhia Experimental de Dança Negra Contemporânea Mário Gusmão, exibirá um recorte do espetáculo Bata-Kotô, que relembra o massacre de quatro estudantes no bairro de Soweto, na África do Sul, em 16 de junho de 1976. No auditório será exibido o vídeo-instalação Liga da língua, de Renato Barbieri e Fabiano Maciel, que mostra o poder da linguagem como forma de preservar a identidade cultural de uma nação. A cantora brasiliense, Cris Pereira, ex-integrante do grupo Batucada de Bamba, fecha a noite Todos os anos, o Sarau teve diferentes temas e já levou ao Museu Nacional uma média de mil espectadores, desde a primeira edição em abril de 2011. As apresentações começam às 19h30 e a entrada é franca.
Tags:

publicidade