SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

CineCAL exibe filmes sobre a morte no Museu da República

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/04/2013 18:54 / atualizado em 05/04/2013 19:01

A temporada do CineCAL no Museu Nacional da República começa 9 de abril, às 18h30, no auditório 2 e promove exibição de filmes sobre a morte. A mostra faz parte do projeto desenvolvido pela Casa da Cultura da América Latina da UnB (CAL) e esta edição ocorre em parceria com o Programa de Educação Tutorial do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (UnB).

O evento leva o título A vida em suspensão: os sentidos da morte, e será debatido por especialistas de diversas áreas do conhecimento. Os encontros vão ser mediados pelo professor associado do Instituto de Psicologia da Universidade, Áderson Costa Junior. A programação vai até 12 de abril e apresenta filmes como Fale com ela, de Pedro Almodóvar e A partida, de Yojiro Takita. A entrada é gratuita.

 

Programação

 09 de abril (terça-feira)


As invasões bárbaras (Canadá/França). Direção de Denys Arcand, 2003, 94 minutos. Acadêmico com doença terminal reúne amigos dos tempos da universidade e tenta reatar com filho yuppie, que lhe paga as despesas médicas. O filme dá continuidade ao O declínio do império americano, trabalho do mesmo diretor que reúne mesmo elenco e personagens, alguns anos depois. Classificação 14 anos.

A estudante de Psicologia e membro do PET, Arytanna Zuitá Ferreira e a psicóloga Fernanda Carvalho Braga comandam o debate mediado por Áderson Costa Júnior.

10 de abril (quarta-feira)

Fale com Ela (Espanha). Direção de Pedro Almodóvar, 2002, 112 minutos. Enfermeiro solitário e jornalista viram amigos após se conhecerem em hospital. Ambos estão apaixonados por mulheres em estado de coma. Classificação 16 anos

As professoras Erica Quinaglia Silva, do Departamento de Antropologia da UnB, e Rosamaria Giatti, do Departamento de Saúde Coletiva da UnB, são as convidadas do debate mediado por Áderson Costa Junior.

11 de abril (quinta-feira)

Bella Addormentada (Itália). Direção de Marco Bellocchio, 2012, 110 minutos. Baseado na história real de Eluana Englaro, italiana que passou 17 anos em estado vegetativo após um grave acidente, o que causou um enorme embate entre os opositores e os apoiadores da eutanásia.Classificação 12 anos.

As convidadas de Áderson L. Costa Junior são as psicólogas, Gisele de Fátima Silva, professora do IESB, e Fernanda Souza Damasceno, do Hospital da Criança José de Alencar.

12 de abril (sexta-feira)

A partida (Japão). Direção de Yojiro Takita, 2008, 130 minutos. Daigo Kobayashi decide voltar para sua cidade natal na companhia da esposa. Lá, o único trabalho imediato que lhe aparece é como “nokanshi”, uma espécie de coveiro especial responsável pela cerimônia de lavagem e vestimenta dos mortos antes que suas almas caminhem para o outro mundo. É através da morte que ele finalmente compreende o sentido da vida. Classificação 14 anos.

A psicóloga Virgínia Turra, pesquisadora do Laboratório de Desenvolvimento em Condições Adversas da UnB, e a enfermeira Moema Borges, professora do Departamento de Enfermagem da UnB, encerram os debates.
Tags:

publicidade