SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Especial, Correio percorre caminhos trilhados pelo poeta Vinicius de Moraes

A série de matérias comemora o centenário do poeta que será comemorado em 19 de outubro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/10/2013 17:50 / atualizado em 09/10/2013 18:40

Diego Ponce de Leon

No próximo dia 19, Vinicius de Moraes completaria 100 anos. Desta terça-feira (1º/10) a quinta (3), e também no dia do centenário, o Correio percorrerá alguns dos caminhos trilhados pelo poeta, revelados pelas ex-esposas, pelos parceiros, pelos familiares e pelos amigos do escritor e compositor. A reportagem reconstitui episódios — alguns inéditos — que explicam como as paixões e as amizades pautaram sua obra.
Para viver um grande amor

Aline Ogliari/divulgaçao


A bênção, Vinicius de Moraes, compositor e poeta da paixão, para quem mesmo o amor que não compensava era melhor que a solidão.
A bênção, personagens cruciais que colaboraram para que esta série de reportagens tomasse vida:
A bênção, Gisele Santoro, pela generosidade das palavras. Por nos receber e compartilhar de sua emoção. Pelas anedotas ao lado do poeta, pelas histórias, tão crônicas e aprazíveis. Pelo choro, ao lembrar-se do antigo companheiro. A bênção, Oscar Castro Neves, por levar consigo a bossa nova para os confins do mundo. Ide em paz, camará.

A bênção, maestro Antônio Carlos Jobim, que, com Vinicius, fez de uma garota uma entidade mundial. Por toda a água de beber, bebericada em Brasília. A bênção, JK, presidente bossa-nova, que juntou a dupla na terra vermelha e candanga do cerrado para dar forma à sua sinfonia.

A bênção, parceirinhos. Toquinho, pelas regras três, quatro, cinco... Pelos detalhes sobre as passagens vividas ao lado de seu poeta. A bênção, Carlinhos Lyra. Somos mais você e... ele, Vinicius!
A bênção, Gessy Gesse, Marta Santamaria, Gilda Mattoso e Nelita Leclery, os quatro amores ainda vivos do poeta que se tornou eterno para cada uma delas. Pela confiança ao abrirem seus baús de forma tão destemida para o Correio Braziliense. Pela inspiração capaz de subtrair de Vinicius os mais belos versos e acordes. Pelas lágrimas e pelas risadas.
A bênção, Mariana de Moraes, por relembrar a infância e os ensinamentos e revelar o Poetinha em ambiente familiar.
A bênção, Cynara, Quarteto em Cy, pelos anos na estrada com o estandarte de Vinicius. Por compartilhar as gravações tão raras. A bênção, Miúcha! Pela luz dos olhos teus.
A bênção, Ruy Castro, por estender a onda que se ergueu no mar. A bênção, Eucanaã Ferraz, pelo zelo com a obra do poeta e por ajudar a fazer com que ela chegue às novas gerações.
A bênção, leitores. Que seja prazerosa e reveladora a viagem pelo universo viniciano ao longo desta semana, tão bem acompanhada desses personagens abençoados.

 

Tags:

publicidade