SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Museu da República no Rio inaugura exposição sobre os 70 anos da CLT

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/11/2013 20:33 / atualizado em 14/11/2013 20:34

Agência Brasil

Rio de Janeiro - O Museu da República inaugura amanhã (15), data da Proclamação da República, a exposição Trabalho, Luta e Cidadania, que comemora os 70 anos da entrada em vigor da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e o aniversário de 53 anos do museu, no Rio de Janeiro.

Promulgada em 1º de maio de 1943, a CLT só passou a vigorar a partir de 10 de novembro do mesmo ano, no aniversário do Estado Novo, destacou o curador da exposição, Marcus Rodrigues, historiador e pesquisador do Museu da República.

Durante a mostra, que se estenderá até maio de 2014, o público terá a oportunidade de conhecer peças do acervo do museu, como exemplares de carteiras de trabalho da década de 1940. Entre elas, uma se destaca. É a carteira de trabalho do ex-presidente Getúlio Vargas. “É a carteira número um de uma série de carteiras de trabalho”, observou Rodrigues. Serão expostas, também, medalhas comemorativas e documentos de pessoas que foram importantes na história da República.

O primeiro exemplar impresso da CLT, o capacete e os óculos usados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na visita a um poço petrolífero na Bacia de Campos, em 2007, fazem parte da mostra.

“Na exposição, serão colocados vários questionamentos, para suscitar uma reflexão do visitante. Ele pode verificar quem realmente criou a legislação trabalhista. Vai ver que as lutas dos trabalhadores para obter direitos relativos ao trabalho são bem anteriores ao período Vargas. Ele vai questionar a permanência da CLT. Vamos instigar o visitante a refletir sobre essa legislação e a atualidade dela e sobre a resposta que ela está dando para as novas profissões que estão surgindo”, disse o pesquisador do Museu da República.
Tags:

publicidade