SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Violinistas-mirins fazem shows na Alemanha e na Áustria

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/01/2014 17:56 / atualizado em 22/01/2014 12:43

Ana Paula Lisboa

Um grupo de 16 violinistas do Rio de Janeiro fez sucesso na Europa, nas últimas semanas. Os integrantes do Brazilian Tropical Violins têm entre 4 e 16 anos e encantaram os presentes no Weltmuseum, localizado em Viena, capital da Áustria, na última quarta-feira (15/1). Além da Áustria, os músicos se apresentaram nas cidades de Karlsruhe e de Speyer, na Alemanha, entre 9/1, 11/1 e 12/1. Nesta última, os jovens se apresentaram na Historischer Ratssaal, onde entreteram cerca de 200 visitantes. Em muitas das apresentações, a quantidade de presentes era tão grande que as pessoas tiveram que assistir sentadas no chão ou de pé. No comando do Brazilian Tropical Violins está a professora Suray Soren, violinista da Orquestra Sinfônica do Rio de Janeiro. Assista a apresentação do Brazilian Tropical Violins da música Aquarela do Brasil:
Nas terras de origem de grandes compositores como Bach e Mozart, o grupo apresentou um repertório que incluía músicas clássicas na primeira parte do espetáculo, e músicas brasileiras na segunda parte. As melodias de Águas de Março, Trenzinho Caipira, Mulher Rendeira, Asa Branca, Garota de Ipanema e Aquarela do Brasil encantaram o público austríaco e alemão. Enquanto o grupo toca Aquarela do Brasil, um dos integrantes Theo Coelho, 7 anos, joga capoeira no palco. "É nesse momento que o público vai ao delírio e bate palmas antes mesmo do fim da música. É um show irreverente e a recepção foi muito boa", relata Nena Coelho, mãe de Theo. Theo Coelho começou a tocar violino aos 2 anos de idade e não parou mais. Ele ganhou a passagem para viajar de um doador anônimo. "A viagem foi muito boa. O público gostou muito das apresentações. Não tive vergonha nenhuma nos shows e quero ser violinista quando crescer. A melhor parte foi quando dancei capoeira. Também foi legal tocar Mulher Rendeira, a música mais engraçada", disse o garoto.
Arquivo pessoal
Tags:

publicidade