SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Festa da leitura

Confira as melhores programações para crianças na Bienal do Livro, na Esplanada dos Ministérios

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/04/2014 10:58 / atualizado em 14/04/2014 15:57

Ana Paula Lisboa

Para comemorar o Dia de Monteiro Lobato, que é  também o Dia Nacional do Livro Infantil, nada melhor que dedicar 10 dias à literatura. É isso que você pode fazer na 2ª Bienal do Livro e da Leitura que continua até 21 de abril na Esplanada dos Ministérios. Durante o evento, diversos livros serão lançados, entre eles a segunda edição de Deuses e heróis, escrito por Dad Squarisi, com ilustrações de Fernando Lopes, ambos jornalistas do Correio Braziliense, A primeira vez que vi o mar, de Lucília Garcez, e Balaio de gatos, de Gilberto Diener, também estão entre os lançamentos. Autores brasileiros e estrangeiros, e até o presidente de Gana, vão marcar presença no evento. E você, vai ficar de fora dessa? O Super! preparou um guia para você aproveitar as melhores oportunidades e atividades da Bienal.

 

Marcelo Ferreira

Mitos no português
Há 10 anos, era lançada a primeira edição de Deuses e heróis, de Dad Squarisi, 67 anos, e ilustrações de Fernando Lopes, 57. A segunda edição chega ao público com a troca de ilustrações e a adequação ao novo acordo ortográfico da língua portuguesa. A atualização se fazia mais do que necessária, afinal, o livro não fala apenas de mitologia, também retrata expressões da nossa língua que têm origem em mitos.

Quer um exemplo? Marte, marciano, artes marciais, Márcio, Márcia são palavras que nasceram de Marte, o deus da guerra. Morfina vem de Morfeu, o deus do sonho. O mito preferido de Dad no livro é Atena, a sábia, que deu origem ao nome da capital da Grécia. O cavalo de Troia, um presente de grego, é sinônimo de presente do inimigo por causa da história. A investigação da origem de palavras e expressões aparece de forma leve, e o que Dad quer mesmo é divertir:

— A literatura precisa despertar prazer da leitura. Os mitos trazem origens de palavras, de forma sutil, mas este não é o objetivo do livro. No momento em que a literatura se torna compromisso de ensinar, deixa de ser literatura, porque literatura é prazer.

A editora de Opinião e escritora Dad Squarisi e o ilustrador Fernando Lopes têm mais em comum do que o simples fato de trabalharem no Correio Braziliense há mais de 20 anos. A infância de ambos é marcada por períodos fora do Brasil. Dad nasceu em Beirute, no Líbano. Com pais exilados, viveu na França e na Espanha até chegar ao Brasil, aos 8 anos. Por causa de uma oportunidade de trabalho do pai, Fernando viveu em Santiago, no Chile, entre os 4 e os 17 anos, passando dois anos na Costa Rica depois disso. Só então, o talentoso ilustrador e professor de artes desembarcou em terras brasileiras.

Fernando Lopes já ilustrou outros livros infantis, mas essa é a primeira experiência dele com mitologia. Ele estudou a fundo a história e coloriu com as cores originais dos mitos, usadas nas esculturas greco-romanas no passado. É porque, na verdade, aquelas esculturas clássicas não eram brancas: elas só ficaram assim depois de desbotarem. Cada uma das 45 figuras do livro é composta com riqueza de detalhes e beleza. Não poderia ser diferente, já que Fernando Lopes tem admiração especial pela mitologia:

— A mitologia é viva, fala do passado, mas é um passado que traz lições para o presente. Nas ilustrações, tentei materializar os símbolos que  seres mitológicos expressam.

 

 

Deuses e heróis,
de Dad Squarisi e ilustrações de Fernando Lopes
Franco Editora, 96 páginas, R$ 39

Programação na 2ª Bienal de Brasília
15/4, às 15h, no estande da Arco Íris Distribuidora de Livros, lançamento com Dad Squarisi e Fernando Lopes
20/4, às 16h, no estande da Arco Íris Distribuidora de Livros, lançamento com Dad Squarisi
Nos lançamentos, o público pode esperar jogos, brincadeiras e sorteios de livros.


Do interior para o litoral

Franco Editora/reprodução

Gente que nasce e mora longe da praia pode ficar deslumbrada quando avista a imensidão do oceano, mesmo que já tenha visto o mar pela televisão. Essa é a história que Lucília Garcez conta no livro A primeira vez que vi o mar (16 páginas, Franco Editora).

Programação na 2ª Bienal Brasília
Quarta, 16/4, às 15h, no estande da Arco Íris Distribuidora de Livros
Sábado, 19/4, às 15h, no estande da Arco Íris Distribuidora de Livros

Um balaio e muitas confusões
Com uma narrativa cheia de mistérios, aventuras e desenhos coloridos, o sétimo livro da coleção O Molequinho Perê e a Incrível Turma do Fuá conta a história da gatinha Crumel e seus filhotes, que vivem com medo de virar comida da cobra Esgulepada ou do Gavião Amarelo. O livro tem como inspiração a época da construção de Brasília, tempo em que o autor, Gilberto Diener, morou em acampamentos, cercado por gatos. Segundo o autor, era comum os felinos nascerem de bananeiras porque muitos usavam as árvores como abrigo para os filhotes.

Daniel Ferreira/CB/D.A Press

Balaio de gatos,
de Gilberto Diener e ilustrações de Lane
40 páginas, R$ 20
Mais informações pelo site www.molequinhopere.com.br

Programação na 2ª Bienal de Brasília
12/4, às 10h, no estande do FAC, lançamento com Gilberto Diener e Lane
13/4, às 10h, no estande do FAC, lançamento com Gilberto Diener
13/4, às 14h30, apresentação do teatrinho Molequinho Perê

Coleção para uma vida saudável
O lançamento de coleção infantil Hortaliças para crianças, volumes 1, 2 e 3, da pesquisadora da Embrapa Milza Moreira Lima, vai contar com distribuição de mudas de plantas, sorteios, brincadeiras e apresentação do site infantil Contando Ciência na Web (ccw.sct.embrapa.br). A nova coleção estimula o consumo de alimentos saudáveis e o interesse pelo cultivo das hortaliças.

Domingo, 13/4, às 14h, no Ponto de Encontro do Pavilhão da Bienal

Lançamentos de livros infantis no Café Literário Jorge Ferreira

Editora Novos talentos/divulgação

Lançamento de O caderno da menininha, de Rovênia Amorim Borges
Domingo, 13/4, às 14h30
Carolina Noguerira/Divulgaçaõ

Lançamento de A rua de todo mundo, de Carolina Nogueira
Segunda, 14/4, às 18h
Editora Tesaurus/Divulgação

Lançamento de O ciclismo realizando sonhos, de Lair Franca de Oliveira
Terça, 15/3, às 11h30
Ler Editora/Reprodução

Lançamento de Paçoca de avô, de Dinorá Couto.
O livro conta a história de uma menina que não gostava de experimentar comidas diferentes.
Sábado, 19/4, às 16h30

 

Concurso estudantil

Publicação: 12/04/2014 04:00
Até 30 de maio, estão abertas as inscrições para o 2º Concurso Estudantil Brasília de Literatura para alunos de 6º ao 9º ano de ensino fundamental e do ensino médio de escolas públicas e particulares do Distrito Federal. Os textos devem ser sobre o tema “Eu, minha cidade e o mundo”, nas categorias poesia ou conto/crônica. Para participar, acesse www.bienalbrasildolivro.com.br/concursos.

Visitas escolares
Colégios interessados no Programa Educativo da Bienal podem ligar para (61) 3325-1051.

Outros eventos

Os números do evento são grandiosos: 200 expositores esperam receber 250 mil pessoas para vender 100 mil títulos. Turmas escolares vão fazer visitas, mas qualquer um pode chamar os pais, os vizinhos e os amigos para passar um dia — ou mais de um — apreciando livros, conhecendo novos autores e aproveitando a programação composta de lançamentos, palestras, recitais poéticos, espetáculos teatrais, homenagens, seminários, mostras de cinema, exposições, shows…  

A 2ª Bienal do Livro e da Leitura começou em 11/4 e vai até 21/4, das 10h às 22h, numa estrutura de 16,5 mil m² na Esplanada dos Ministérios. O evento é promovido pelas secretarias de Cultura e de Educação do Distrito Federal. Todas as programações são de graça. O único custo vai vir dos livros que você quiser levar para casa. A programação completa está disponível no site www.bienalbrasildolivro.com.br.

Teatro e contação de histórias na Arena Infantil Monteiro Lobato e na Arena Jovem Cecília Meireles
Sábado, 12/4: 10h30, 11h30, 15h, 17h
Domingo, 13/4: 10h30, 11h30, 15h
Segunda, 14/4: 9h30, 10h30, 14h, 15h, 16h
Terça, 15/4: 9h30, 10h30, 14h, 15h30, 16h,
Quarta, 16/4: 9h30, 10h30, 14h, 15h
Quinta, 17/4: 9h30, 10h30, 13h, 15h, 16h
Sexta, 18/4: 10h30, 11h30, 14h, 15h, 17h,
Sábado, 19/4: 10h30, 11h30, 14h, 15h, 17h,
Domingo, 20/4: 10h30, 11h30, 15h, 17h, 20h

Exposições O traço do Pasquim no combate à ditadura, no Café Literário Jorge Ferreira, e O Brasil nos tempos de chumbo, no Espaço Cultural Athos Bulcão
Todos os dias, das 9h às 22h

Encontro Internacional de Bibliotecas Públicas, Escolares, Comunitárias e Agentes de Leitura, no Auditório Nelson Rodrigues
Terça, 15/4, das 9h às 18h
Quarta, 16/4, das 9h às 18h
Quinta, 17/4, das 9h às 18h
Homenagem nacional a Ariano Suassuna
Terça, 15/4, às 20h, no auditório do Museu Nacional da República

Saraus e recitais na Arena Infantil Monteiro Lobato
Domingo, 13/4, às 21h30, sarau poético Noite Supernova
Terça, 15/4, às 19h, recital poético Trovadores, Místicos y Românticos, de Amancio Prada
Sexta, 18/4, às 21h, sarau literário Uma pequena história da poesia em Brasília

Tags:

publicidade