SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Mostra de Cinema pela Verdade volta a Brasília

Filmes que serão exibidos são sobre a ditadura militar no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/04/2014 20:55

O filme “Repare Bem” será exibido na Universidade de Brasília na próxima segunda-feira, às 18h, seguido de debate com Jaime de Almeida, ex-preso político e professor doutor daquela universidade. O filme dá início às sessões da terceira edição da Mostra Cinema pela Verdade em Brasília. No ano em que completam-se 50 anos do golpe militar, a Mostra volta a exibir filmes que retratam o período, e após cada sessão acontecerão debates entre os participantes.

Este ano, os filmes selecionados foram os documentários Repare Bem, de Maria de Medeiros, Camponeses do Araguaia – A Guerrilha Vista por Dentro, de Vandré Fernandes, e Ainda Existem Perseguidos Políticos, produzido de forma coletiva pela Ong Acesso. Cada estado do país terá pelo menos seis sessões gratuitas de filmes entre abril e maio, totalizando 162 exibições.

A terceira edição da Mostra Cinema pela Verdade teve início na última semana de março, quando universitários oriundos dos cursos de jornalismo, ciências políticas, história, sociologia, entre outros, reuniram-se no interior do Rio de Janeiro para participar de uma intensa capacitação que os tornaram “agentes mobilizadores”. Eles serão responsáveis por produzir e promover a Mostra em universidades, escolas e centros culturais de todas as capitais e em algumas cidades do interior do país.

“O ICEM acredita no audiovisual, no cinema, como um instrumento potencializador do debate e o Cinema Pela Verdade é uma ótima oportunidade de interlocução com o público jovem, atuante e crítico. Esse ano, em que se completam os 50 anos do Golpe, o projeto vem para somar a discussão do que foi a Ditadura Militar no Brasil. Falar sobre, discutir, esclarecer, facilita o entendimento do presente e futuro e é isso que o Cinema Pela Verdade se propõe a fazer”, afirma a vice-presidente do ICEM, Luciana Boal Marinho.

Sobre os filmes selecionados:

Repare Bem, de Maria de Medeiros
Documentário, 10 anos, 95 min., França, Itália, Brasil, 2012
Sinopse: O jovem guerrilheiro Eduardo Leite “Bacuri” morre em 1970 nas mãos da ditadura militar brasileira, depois de 109 dias de tortura. Sua companheira, Denise Crispim, perseguida e presa durante a sua gravidez, consegue fugir para o Chile depois do nascimento de Eduarda. Lá, encontra seus pais exilados, os quais dedicaram toda a sua vida à luta pela liberdade. A violência da repressão volta a atingir a família com o golpe de Augusto Pinochet, obrigando pais e filhos a se dispersar pelo mundo.

Camponeses do Araguaia, a Guerrilha Vista por Dentro, de Vandré Fernandes
Documentário, 14 anos, 73 minutos, Brasil, 2010
Sinopse: Camponeses falam da amizade com os “paulistas”, como chamavam os militantes do PC do B que lutaram na Guerrilha do Araguaia durante a ditadura militar, e revelam as atrocidades cometidas pelo exército brasileiro na região entre 1972 e 1974.

Ainda Existem Perseguidos Políticos, produzido pela ONG Acesso
Documentário, 10 anos, 54 minutos, Brasil
Sinopse: O filme tem por objetivo fomentar o debate sobre a ausência de uma efetiva transição democrática no Brasil, pós-Ditadura Civil-Militar implantada no País a partir de 1964. Identifica semelhanças no agir do Estado no passado e atualmente, demonstrando que a cultura do autoritarismo permanece arraigada em algumas instituições estatais brasileiras. Apresenta também imagens do projeto que levou este debate para os mais variados públicos (quilombolas, universitário, LGBTT, assentados do MST, comunidades periféricas, etc) desenvolvido pela Acesso - Cidadania e Direitos Humanos em parceria com a Comissão de Anistia.

MOSTRA CINEMA PELA VERDADE:

Filme: Repare Bem
Local de exibição: Auditório do Ipol/Irel - UnB
Data: 28 de abril
Horário: 18h
Preço: Grátis
Tags:

publicidade