SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Referência da performance

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/04/2014 18:00 / atualizado em 29/04/2014 16:54

Tania Siqueira/Divulgação-19/11/10
Ao longo das últimas três décadas, o professor João Gabriel Lima Teixeira desenvolve um trabalho referencial na área de sociologia, principalmente nas questões relacionadas aos estudos da performance. Em termos acadêmicos, a Universidade de Brasília (UnB) é palco principal dos experimentos de João Gabriel, que, por lá, transita desde 1981.

O palco, inclusive, se enquadra muito bem nas definições profissionais que o professor estabeleceu com a academia. Prova disso é o livro Teatro, performance e pedagogia dionisíaca, de sua autoria, que será lançado amanhã, no câmpus da UnB. Nele, João Gabriel conta a experiência e os achados de uma longa trajetória, na qual fez uso de novas formas de construção do conhecimento para lecionar sociologia. Mais especificamente, versa sobre o uso de abordagens teatrais, sejam elas convencionais ou voltadas para a performance, como ferramentas de ensino.

Fenômenos
“Cada um dos textos dramáticos construídos e escolhidos correspondeu a um campo sociológico, garantindo a ampliação do conhecimento sobre fatos e fenômenos sociais, educacionais, da família, do trabalho, da adolescência, da religião, entre outros. Nos demais espetáculos, foram empregadas formas teatrais diferenciadas que se aproximaram mais do campo da performance, concebida como uma linguagem artística”, explica o professor.

A obra traz o resultado dessa empreitada (que totalizou 15 experimentações), cujo principal objetivo é aproximar o aluno da sociologia e campos afins, de uma maneira inusitada. “Temas e questões sociológicas foram escolhidos, discutidos e, finalmente, representados por alunos de graduação de forma deleitosa, poeticamente”, completa o entusiasmado João Gabriel.

Sociologia e arte  
A arte da performance, diferentemente do que se imagina em primeiro momento, não diz respeito somente ao teatro. Abrange temas de diversas áreas acadêmicas, como antropologia, linguística, filosofia, literatura, música, dança, entre outros. Os estudos da performance começam, ao redor do mundo, pelos anos 1970, e visam um mergulho denso nas várias formas de arte e na interação com outras áreas de interesse. No Brasil, o professor João Gabriel é considerado uma das maiores autoridades no tema. Na Universidade de Brasília, ele coordena o Núcleo Transdiciplinar de Estudos sobre a Perfomance (Transe).

Outros títulos

Brasília 50 anos: arte e cultura

Universidade brasileira e a constituinte

Os metalúrgicos de Salvador: um estudo de ideologia operária

A construção da cidadania

Performáticos, performance & sociedade


Teatro,  performance e pedagogia dionisíaca
De João Gabriel Teixeira. Lançamento amanhã, a partir das 18h, na Livraria do Centro de Vivência (câmpus da UnB). Preço: R$60.

Tags:

publicidade