SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Bob Hoskins, 71 anos, ator

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/05/2014 15:06

Toby Melville/reuters - 3/11/09
A versatilidade era a marca do ator britânico Bob Hoskins, que morreu ontem, em Londres, em consequência de uma pneumonia. Cabeça redonda, pescoço curto e um repertório de expressões que podiam ir de uma ferocidade assassina a uma comicidade hilariante, Hoskins era conhecido pela habilidade em assumir a pele do protagonista mesmo sem ser um ator com características de galã. Essa particularidade dava especial sabor a seus filmes e o tornou um dos comediantes britânicos mais bem-sucedidos na Hollywood dos anos 1980.

Hoskins foi o detetive particular e melhor amigo do coelho em Uma cilada para Roger Rabbit (1988), o filme de Robert Zemeckis que fez sucesso no cinema com a interação entre personagens de carne e osso a animações.

Também marcou sua trajetória como o desajeitado Smee, capataz do Capitão Gancho em Hook (1991), de Steven Spielberg. Foi na década de 1980 que Hoskins fez os filmes pelos quais ficou mais conhecido. Ele esteve em Brazil: o filme, de Terry Gilliam; e Mona Lisa (Neil Jordan), no qual fez o célebre motorista George, responsável por conduzir a prostituta Simone.

Celebridades
O sucesso, no entanto, era visto com desconfiança pelo ator. Na década de 1980, quando começou a ficar muito conhecido e ser muito requisitado, ele procurou manter o pé no chão e não sucumbir à fábrica de celebridades instalada em Hollywood.

“Atores são apenas entretenimento, até mesmo os mais sérios”, disse, em entrevista ao The Guardian. Nascido em uma família operária do norte de Londres, ele gostava de apontar Michael Caine como o primeiro ator a conseguir levar a classe operária britânica às telas do cinema. Foi Caine, Hoskins contava, com seus óculos e sotaque cockney, quem abriu as portas para toda uma geração de atores. O ator britânico Stephen Fry, pelo Twitter, lamentou a morte do colega: “Uma notícia terrível” para depois destacar que o filme Caçada na noite (1980) é “um dos melhores filmes britânicos da era moderna”.

A última atuação do ator foi em A branca de neve e o caçador, dirigido por Rubert Sanders e protagonizado por Kristen Stewart. Pouco antes, o ator anunciou que estava com mal de Parkinson e que esse seria seu último filme. As cenas de Hoskins foram filmadas do ombro para cima e, durante a montagem do filme, com auxílio de efeitos especiais, a cabeça do ator foi encaixada em outro corpo. (N.M)
Tags:

publicidade