SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Sustentabilidade da fazenda à sala de aula

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/06/2012 16:10 / atualizado em 28/09/2012 19:19

Paulo Almeida/divulgação
450 alunos de ensino fundamental do colégio Galois estão preparando uma feira de produtos sustentáveis que vai acontecer amanhã (23/6), na festa junina da escola, às 16h. Desde o começo do ano, crianças e adolescentes do 6º ao 9º visitam a fazendo do Galois, a cada quinze dias, para fazer artesanato a partir do lixo e de materiais reaproveitados. São mandalas feitas de sementes, bandejas feitas com restos de azulejo, oratórios feitos de caixas de leite, alimentador de pássaros feito de bambu e muito mais.

Daniel Segalovich tem 13 anos, cursa o 8º ano e diz que se diverte muito fazendo artesanato: “É muito legal, é uma forma de ver como coisas simples podem contribuir com o meio ambiente”. Daniel fez um luminária cinza que ele achou linda: “Quero ficar com a luminária pra mim, já pedi para o meus pais comprarem na festa junina”, conta.

Marina Bueno, 12 anos, cursa o 7º ano e fez um porta-chaves de parede reaproveitando restos de madeira. “Eu pintei de preto, colei flores e folhas desidratadas. Ficou muito bonito mesmo. Não é algo que só nossos pais comprariam, os objetos ficaram lindos”, conta. Marina Bueno aprova as visitas à fazenda: “A gente aprende brincando, junto com amigos, fora da sala de aula a importância de cuidar bem do planeta”.

Paulo Almeida/divulgação

Alunos de ensino fundamental
reaproveitam garrafas pets para fazer
abajur e outros produtos


A coordenadora do ensino fundamental, Cristina Moura, também se empolga com a atividade. “Além do entusiasmo dos estudantes, é muito bacana ver que eles estão repassando os novos conhecimentos para seus pais e replicando a importância de cuidar bem do meio ambiente”.

Os professores das disciplinas de educação física, artística, ambiental, tecnológica e cidadã trabalharam em conjunto com os alunos para criar esse projeto. Os produtos serão vendidos a preços simbólicos que variam entre R$ 5 e R$ 30. Metade do valor arrecadado será doado para a instituição de caridade Centro de Apoio Rainha da Paz. O restante do dinheiro será investido na fazendo do colégio.

Paulo Almeida/divulgação

Oratórios para Nossa Senhora feitos
a partir de caixas de leite




Tags:

publicidade

publicidade