"Lixo pra você, tesouro pra nós"

Alunos do Setor Leste reutilizam lixo produzido na escola para fazer exposição. Além dos objetos e fotografias, os estudantes desenvolvem outros projetos ecológicos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/08/2012 13:34 / atualizado em 20/08/2012 14:35

Aberta ao público até 25 de agosto, a exposição “Lixo pra você, tesouro pra nós” foi produzida por alunos do Centro de Ensino Médio Setor Leste com material reciclado, na Semana de Arte e Cultura, para celebrar o Mês da Fotografia. As peças e fotos estão expostas na biblioteca da escola, com intervenção no espaço físico do local.

A exposição é fruto do projeto Setor Eco de Coleta Seletiva, que introduziu na rotina dos jovens a preservação do meio ambiente por meio de atitudes de consciência ambiental e respeito à natureza, reutilizando o lixo produzido pela escola. “Disponibilizamos o projeto na página do Facebook e eles desenvolvem o trabalho para apresentação no fim do bimestre”, explica Salvador Dourado Filho, professor de geografia.

Durante visita às obras, estudantes do segundo ano localizaram os objetos que produziram. Luig Ernane mora na Cidade do Automóvel e tenta mudar a realidade do lugar onde vive. “Eu só ouvia falar de reciclagem na televisão e, hoje, levo o que aprendi na escola para a minha casa e a minha cidade”, declara. O aluno fez um abajur com garrafa PET e colheres de plástico com um colega de turma.

Os resíduos orgânicos do Setor Leste também são aproveitados. Até o ano passado, esse material era encaminhado ao Lixão da Estrutural. Hoje, a adubação da horta é feita por meio do lixo orgânico, que passa pelo processo de compostagem no terreno da escola.

Todos os vegetais e legumes produzidos na horta, criada em 2009, complementam a alimentação dos estudantes, inseridos à merenda que recebem do Governo do Distrito Federal (GDF). As mudas são adquiridas por meio de parceria com fazenda do Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal (PAD-DF).

Setor Eco se expande à area dos fundos da escola. Um terreno de aproximadamente quatro hectares passa por um processo de reflorestamento, com a plantação total de árvores frutíferas até 2013. As lixeiras de coleta seletiva foram compradas com verba levantada com o Festival de Música e Tortas e do bazar, com participação de alunos, professores e servidores.

Agendada para o mês de setembro, a terceira edição do Projeto Chapadeiros aplica o conhecimento prático do que foi aprendido em sala de aula. Um grupo de até 40 alunos será monitorado pelo professor Salvador, onde passarão um fim de semana na Chapadas dos Veadeiros em contato com a natureza. O objetivo do projeto é aproximar os jovens do cerrado, construindo uma mentalidade ecológica.

Depois de construir um lustre de jornal, Ana Priscila descobriu que muita coisa pode ser criada por meio do lixo . “Se as pessoas soubessem o tanto de objetos que podemos tornar útil novamente, elas teriam mais consciência”, afirma. Atualmente, cerca de 400 alunos participam das atividades interdisciplinares desenvolvidas pelo projeto.

Tags: