SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Olimpíada de matemática

Provas da competição serão aplicadas a 824 mil estudantes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/09/2012 19:24

Neste sábado, 15 de setembro, às 14h30 (horário de Brasília), será aplicada a segunda prova da oitava edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2012). Mais de 824 mil estudantes dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio estão inscritos na competição.

A premiação da Obmep tem revelado talentos e impulsionado o destino de estudantes de escolas públicas. Um exemplo é Indiana Jhones dos Santos, 19 anos, que mora em Poxim, povoado de 1.500 habitantes no município de Coruripe, em Alagoas. O caçula da família carente chegou a abandonar a escola e quase desistiu dos estudos. Os três irmãos que pararam de estudar ganham a vida como cortadores de cana.

Indiana escreve um caminho diferente. Ele voltou a estudar e se inscreveu nas competições da Obmep. Na última edição, depois de duas medalhas de bronze, conquistou o ouro. Neste sábado, ele faz a prova da Obmep e tenta o bicampeonato no ouro. Indiana também ajuda a preparar outros estudantes da escola pública Góes Monteiro que buscam a premiação.

“É preciso se dedicar, mas se o aluno tem interesse ele vai conseguir atingir os objetivos. Eu nunca perdi tempo. Em casa, deixava de brincar para estudar”, diz o estudante que, após a conclusão do ensino médio, quer fazer graduação em licenciatura para dar aulas de matemática.

Outro exemplo de dedicação é do aluno João Paulo Vieira Bonifácio, 22 anos. João Paulo foi medalhista de ouro em 2006 e um dos incentivadores para que a escola pública em que estudava incorporasse a olimpíada de matemática no calendário escolar. Deu certo. A cada ano, novos alunos da Escola Estadual Messias Pedreiro, em Uberlândia (MG), são premiados na Obmep.

João Paulo é aluno de engenharia elétrica na Universidade Federal de Uberlândia e, atualmente, estuda no Instituto Nacional de Ciências Aplicadas de Estrasburgo, na França, onde também faz mestrado em automação e robótica no Institut Telecom Physique de Strasbourg. Pelas boas notas, ele conquistou uma bolsa do governo francês.

“A premiação da Obmep teve um impacto decisivo na minha escolha profissional e nas oportunidades que surgiram após o meu ingresso na universidade. Me formarei em engenharia elétrica no mês que vem”, ressalta João Paulo. Mesmo morando na França, o aluno fez questão de enviar uma mensagem para a escola pública onde terminou o ensino médio para incentivar os estudantes que farão a olimpíada neste fim de semana.

“Eu faço isso porque acredito que este tipo de competição é uma ferramenta eficiente para descobrir talentos e direcioná-los às carreiras técnicas ou científicas. A Obmep tem um impacto positivo na melhora do ensino da matemática de uma forma global na escola pública. Muitas vezes os estudantes de escolas públicas se sentem desmotivados e o exemplo de alguém que obteve sucesso serve como estímulo para que eles acreditem neles mesmos e superem as dificuldades”, disse o jovem, motivo de orgulho da mãe, que é copeira na prefeitura de Uberlândia, e do pai, técnico administrativo na receita estadual de Minas Gerais.
Tags:

publicidade

publicidade