SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Metrô abre vagões para estudantes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/10/2012 09:42 / atualizado em 04/10/2012 09:44

Mariana Raphael
Quinze alunos da Escola Classe 11 de Taguatinga tiveram um dia diferente: fizeram um passeio na manhã de ontem pelo metrô, embarcando em Taguatinga Sul em direção à Estação Águas Claras, onde técnicos explicaram os procedimentos usados diariamente e deram dicas de segurança, como a importância de respeitar a faixa amarela, que impede o acesso aos trilhos.

Para ficar por dentro de como funciona a administração do metrô, os alunos do quinto ano do Ensino Fundamental pegaram um ônibus da companhia e foram ao Centro de Controle Operacional (CCO), que funciona dentro do Complexo Administrativo e Operacional naquela cidade. No auditório, assistiram a um vídeo produzido pelos funcionários especialmente para eles, com direito a pipoca e refrigerante. Os técnicos resumiram a rotina desde o trabalho de manutenção durante a madrugada, passando pela abertura das catracas, às 6h, e pelo fechamento dos portões, às 23h.

Antes de a visita terminar, foram convidados a produzir textos e desenhos sobre o que mais gostaram no passeio. Os trabalhos serão julgados por funcionários do metrô e o melhor ganhará um tablet. O segundo colocado receberá uma biclicleta e o terceiro prêmio ainda será definido: pode ser um skate ou um patinete. A entrega das premiações está prevista para 31 de outubro.

O professor Carlos Alberto Bertolot, que acompanhou a turma de Taguatinga durante as duas horas e meia de duração do projeto Visitando o Metrô, diz que os estudantes ficaram bastante animados. “Eles não falavam em outra coisa na véspera”, afirmou. O aluno Gustavo Feitosa França, 10 anos, escreveu uma redação sobre tudo o que não se deve fazer dentro do metrô. “Eu quero muito ganhar o tablet”, justificou.

A surpresa, no entanto, veio ao fim da apresentação. Quando chegaram à sala de segurança, os alunos perceberam que haviam sido filmados o tempo todo e entenderam a importância do monitoramento feito pelos funcionários e do respeito às normas de segurança.

A presidente do Metrô-DF, Ivelise Longhi, esclarece que o objetivo do programa é conscientizar os estudantes sobre a preservação do bem público e acrescenta que a ação despertou o interesse de alguns deles pelo trabalho. “Durante a visita ao CCO, um aluno disse que queria trabalhar lá porque parece um videogame”, contou Ivelise." E é possível mesmo se confundir: a sala é cheia de computadores e abriga pelo menos cinco funcionários 24 horas por dia. É lá que são controladas todas as estações e os trens que passam por elas. Os estudantes não puderam entrar no local, mas assistiram a tudo através de uma janela na sala projetada para receber visitantes.

Os próximos colégios que percorrerão as instalações da companhia são o Centro de Ensino Fundamental 18 de Taguatinga, a Escola Classe 10 de Taguatinga Sul e a Escola Classe 111 Sul. Os passeios vão ocorrer em 10, 17 e 24 de outubro, respectivamente.
Tags:

publicidade

publicidade