SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia mobiliza estudantes do DF

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/10/2012 19:02 / atualizado em 18/10/2012 20:46

A 9ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) começou nesta terça-feira (16/10) e tem atividades programadas para ocorrerem até domingo (21). O tema da semana, que ocorre em várias regiões do Brasil, é Economia verde, sustentabilidade e erradicação da pobreza. O conceito de cidade sustentável é o foco da SNCT no Distrito Federal, que pretende despertar o interesse do público e aumentar a consciência coletiva sobre essa temática. A semana conta com a participação de universidades, instituições de pesquisa, escolas, empresas públicas e privadas, governo e entidades da sociedade civil.

O coordenador do Centro de Ensino Fundamental 26 (CEF26) de Ceilândia, André Luiz Nunes Costa, levou 158 alunos para participarem da semana. Para ele, é extremamente importante a participação dos estudantes, pois é uma oportunidade de verem na prática o que aprenderam na teoria, além de ser um momento para adquirirem mais conhecimento.

No estande da aeronáutica, foi disponibilizado o Girotec, um simulador semelhante ao que é usado na formação dos candidatos a piloto de cadete. O objetivo desse equipamento é possibilitar o treinamento da orientação espacial dos aspirantes, com giro de 360° graus de três esferas metálicas. O aparelho oferece noções de voo ao piloto, o que inclui uma possível queda. O instrumento desloca o eixo de gravidade do corpo do piloto, testando seu raciocínio. Essa foi a atividade preferida de Danielly Lopes, 13 anos, aluna do 7º ano do CEF 26. “Achei muito legal, rodei, mas não fiquei tonta. Mesmo assim, acho que não estaria preparada para pilotar”, conta.

Confira a galeria de fotos do evento

A Fundação Jardim Zoológico de Brasília disponibilizou um espaço para que as pessoas se sintam no ambiente dos animais. Foi construída uma trilha ecológica com animais taxidermizados. A bióloga Paula Jotta explica que são animais que morreram por causas naturais e a pele deles foi preenchida com outros materiais, como algodão. “O objetivo da taxidermia é ter a possibilidade de estudar animais e poder ficar perto deles, o que de outra forma não seria possível”, explica a bióloga. Diogo Zaerzur, 9 anos, nunca tinha visto nada parecido e achou muito legal e gostou de ter aprendido um pouco mais.

Reciclagem

João Manuel Lopes, 18 anos, estudante do Centro Educacional 03 de Sobradinho, participou na sua escola de um projeto com o fim de conscientizar as pessoas sobre a importância da reciclagem. Ele gostou muito da oficina de sustentabilidade no estande da Aeronáutica, onde aprendeu como fazer um avião com disquetes e CDs. Ele acredita que é importante que as pessoas comecem a dar outros fins ao lixo com o objetivo de não poluir o meio ambiente.

Ana Carolina Braga Moura, 14 anos, veio de São Paulo para apresentar o trabalho feito na Escola Bosque durante o ano. Eles construíram, com lego e materiais recicláveis, a Cidade Sustentável, onde tudo foi pensado para diminuir o impacto ambiental. “Na nossa Cidade Sustentável os carros são elétricos, usamos energia solar e eólica e ainda temos teto ecológico, que ajuda a manter a casa mais fresca e dispensa o uso de ar condicionado”, explica a estudante.

Energia limpa
Estudantes do Colégio Adventista de Brasília demonstraram como adquirir energia de forma sustentável. Os alunos do clube de ciência da escola montaram uma maquete onde a cidade é iluminada por energia limpa eólica e solar. Yudi Yamane, 14 anos, explica que a única desvantagem é que esse tipo de energia é cara, “mas o custo-benefício com relação à natureza é bom. Não vamos soltar gases poluentes, por exemplo”, comenta.

Outra forma de energia disponível na semana é a mecânica. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) disponibilizou três bicicletas que emitem energia pela pedalada e ativam o vídeo que aparece no telão. Ana Carolina de Oliveira da Silva, 19 anos, achou a ideia muito boa: “Eu acho que se tivesse uma dessas para ligar a televisão ia ser bem melhor do que ir para academia”, explica. Hithelle Chaves da Silva também aprovou a ideia e acha que, se tivesse uma desta em cada esquina, as pessoas que estivessem passando poderiam parar um pouco e dar uma pedalada. “Assim todo mundo poderia ajudar a produzir energia”, comenta.

A SNCT do Distrito Federal inclui a apresentação de 35 projetos de escolas públicas; exposição sobre os biomas do Brasil; mostra de instituições de pesquisa do sistema Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; e atividades culturais, seminários e debates, que serão realizados em cinco auditórios e no anfiteatro do ExpoBrasília, no Parque da Cidade. A entrada do evento é gratuita, com funcionamento entre 8h30 e 20h durante a semana, e até as 18h no fim de semana.
Tags:

publicidade

publicidade