SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudantes protestam contra fechamento do ensino médio

Estudantes protestam contra fechamento do ensino médio na Escola Municipal Luiz Gatti

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/10/2012 12:49 / atualizado em 22/10/2012 12:52

Portal Uai

Os 720 alunos que estão cursando o ensino médio permanecem na unidade até a formatura, porém a partir de 2013 não serão abertas novas vagas

 

Estudantes da Escola Municipal Luiz Gatti, no Barreiro de Baixo, fazem um protesto na manhã desta segunda-feira contra anúncio de fechamento do ensino médio na instituição. Os 720 alunos que estão cursando o ensino médio permanecem na unidade até a formatura, porém a partir de 2013 não serão abertas novas vagas. Os alunos que vão sair do fundamental e gostariam de continuar na instituição estão insatisfeitos com a mudança. Munidos com apitos, cartazes, faixas e narizes de palhaços, os estudantes fecharam a Rua dos Garimpeiros, onde fica a portaria principal da escola.

Os adolescentes e a diretora estão indignados e alegam que a escola tem estrutura para continuar com esses alunos. Porém, a obrigação de gestão do ensino médio é do estado, portanto uma escola municipal deveria atender a estudantes apenas do fundamental. Atualmente, a Luiz Gatti tem 2.054 alunos da 5ª série até o 3º ano.

Os alunos não querem mudar de escola argumentando que foram indicados para estudar em instituições longe de casa e com péssimas condições, justamente o contrário do que encontram hoje na Luiz Gatti. Além dessa unidade no Barreiro, apenas a Escola Municipal Geraldo Teixeira da Costa, em Venda Nova, atende alunos do ensino médio.

Mudança planejada

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, a mudança na Luiz Gatti já estava prevista, assim como acontecerá na Geraldo Teixeira da Cosa. A alteração já ocorreu em outras 15 escolas da rede municipal em cumprimento ao artigo 211 da Constituição Feral. A lei dispõe sobre a gestão dos níveis de educação no país, deixando clara a responsabilidade do município para o ensino fundamental e o estado como gestor do ensino médio.

O questionamento da diretoria da Luiz Gatti sobre a lei federal é que na regra não há proibição de manutenção do ensino médio nas instituições municipais. A secretaria admite que realmente não há essa restrição, mas a decisão de passar para o estado será melhor para a gestão da educação em BH. Desde 2007, uma comissão foi montada na secretaria para discutir essa mudança gradual nas escolas e agora faltam apenas duas instituições. A secretaria garante que foi uma mudança planejada e conversada com a direção das escolas.

A secretaria ainda informou que os professores dessas unidades serão transferidos, pois são concursados e não vão ficar sem trabalho. Sobre os alunos, a opção é escolher uma escola estadual mais perto de casa e se candidatar para uma vaga no próximo ano.
 

Tags:

publicidade

publicidade