Autora debate preconceito a cabelos crespos em livro infantojuvenil

A obra foi lançada em Brasília na semana em que é comemorado o Dia da Consciência Negra

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/11/2012 18:24

Corija-DF/Divulgação
A jornalista e escritora Neusa Baptista lançou em Brasília o livro Cabelo Ruim? (Editora TantaTinta; 40 páginas; R$ 20). A primeira obra infantojuvenil da autora conta a história de três meninas negras que sofrem preconceito devido ao cabelo crespo, mas que, aos poucos, aprendem a gostar e se orgulharem de seus penteados. Assim, a escritora discute os valores de beleza tradicionais e busca a admiração da estética negra desde a infância. O lançamento ocorreu durante evento da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Distrito Federal (Cojira-DF) e reuniu músicos, escritores e poetas negros na livraria Café com Letras, na 203 Sul, nesta segunda-feira (20/11), na véspera da comemoração do Dia da Consciência Negra. O livro está na terceira edição e foi divulgado em mais de 30 cidades e diversas escolas o adotaram como material paradidático. Neusa explica que o texto auxilia no ensino da história e cultura afro-brasileira, em cumprimento à Lei nº 10.639, que modificou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) para incluir a disciplina no currículo obrigatório da rede de ensino brasileira. As experiências de vida da autora a inspiraram na hora de escrever a obra. Neusa nasceu em uma família grande: são sete irmãs. Acostumada a prender o cabelo na infância e alisá-los durante a juventude com métodos que até agrediam o couro cabeludo, ela passou a questionar o fato de ter vergonha de deixá-los soltos. Assim, resolveu que era preciso compartilhar a experiência de aceitação do próprio preconceito. Em 2006, a autora lançou a primeira versão do livro, com recursos do Fundo Estadual de Fomento à Cultura em Cuiabá (MT). A partir de 2007, a editora TantaTinta passou a publicar a obra e Neusa começou divulgar o trabalho pelo país. A autora organiza rodas de leitura, oficinas de tranças, palestras e outras atividades com professores em escolas e em projetos sociais. Os próximos projetos da escritora incluem a publicação da continuação de Cabelo Ruim? e um manual de beleza da mulher negra. A intenção de Neusa é continuar na busca de conscientizar jovens e adultos sobre a estética afro-brasileira. Ela ficará em Brasília até domingo e fará rodas de leitura e oficinas de tranças e bonecas em Sobradinho, Planaltina e Ceilândia.
Tags: